Sebrae maio 1

Sebrae maio 1
Consultores

quinta-feira, 26 de maio de 2022

Marinha do Brasil inicia levantamento Hidrográfico do lago de Palmas

Acordo de Cooperação Técnica do levantamento hidrográfico do Lago de Palmas foi assinado na manhã desta quinta-feira, 26, pelo governador Wanderley Cardoso e pelo Comandante do 7º Distrito Naval, Vice-Almirante Gilberto Santos Kerr, na sede da Capitania Fluvial do Araguaia/Tocantins.


Foto: melhorviagemlp.com


Planta Batimétrica é o resultado final dos trabalhos prevista para ficar pronto em outubro de 2022. Flávio Cavalera/Governo do Tocantins

O resultado final dos trabalhos está previsto para ficar pronto em outubro de 2022. Este documento permitirá que seja realizado o Balizamento, que é a sinalização de segurança para os usuários do lago, entre a Praia das Arnos e o aeroporto Lysias Rodrigues.

Segundo o Comandante do 7º Distrito Naval da Marinha Brasileira, o levantamento hidrográfico do Lago de Palmas ajudará a Capitania Fluvial do Araguaia/Tocantins nas medidas de prevenção de acidentes envolvendo embarcações no Lago de Palmas, dando mais segurança da navegação e proteção do meio ambiente.

“Que esse levantamento hidrográfico do Lago de Palmas possa trazer ainda mais segurança aos usuários. Que possamos trabalhar em parceria pelo fortalecimento dos esportes náuticos, do turismo, sem colocar em risco a vida das pessoas”, desejou o governador Wanderley Barbosa.

“Esse documento é de fundamental importância para um melhor aproveitamento do lago com segurança para realização de grandes eventos esportivos e turísticos. Com esse documento poderemos atrair grandes eventos para o Tocantins, gerando mais empregos e renda para a sociedade, conforme preconiza o governador Wanderlei Barbosa", destaca.

O documento é resultado de uma solicitação do Governo do Tocantins, por meio da Sectur junto a Marinha do Brasil para que uso do lago possa ser navegável para fins de fomentar a cadeia do turismo, considerando que a capital Palmas tem uma localização privilegiada e uma logística de transporte de acessibilidade, além de uma rede hoteleira confortável e de qualidade. A ideia do Governo, com a finalização do documento, é atrair grandes eventos nacionais e internacionais e para uso de lazer seguro para população.

A Marinha do Brasil disponibilizou sete profissionais que realizarão os trabalhos nos próximos 45 dias. Os trabalhos são resultado da articulação do Secretário Hercy Filho que entendeu que o lago é um dos maiores atrativos turísticos da Região Serras e Lago, mas que precisa ser estruturado. Também é uma demanda antiga dos representantes empresariais do turismo.

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário