quarta-feira, 5 de outubro de 2022

Tocantins celebra 34 anos com iniciativas ambientais que visam o crescimento competitivo e sustentável

Cleide Veloso/Governo do Tocantins

Investimentos em tecnologias, mecanismos de gestão e ações ambientais são dedicados à preservação dos biomas e exuberantes belezas cênicas, que torna o estado, um dos mais atraentes destinos de turistas, investidores e empreendedores


Neste ano a Delegação do Tocantins vai compor a comitiva brasileira, na COP27, onde estarão reunidos representantes de diversos países_Marcel de Paula

Com uma população estimada em mais de 1,6 milhão de residentes, o Tocantins celebra seu 34º aniversário de criação, nesta quarta-feira (5), data da emancipação dos seus mais de 277 mil km2, onde se destacam, os recursos naturais e exuberantes belezas cênicas dos biomas Amazônia e Cerrado de seu território, o que torna a região, um dos mais atraentes destinos para turistas, investidores e empreendedores dos mais diversos lugares do mundo.

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) junto com instituições parceiras das esferas federal, estadual, municipal, investe em frentes estratégicas de programas e ações que buscam contribuir com o desenvolvimento competitivo e sustentável tocantinense.


Encontro dos Rios Tocantins e Araguaia_Fernando Alves

A secretária da Semarh, Miyuki Hyashida, ressaltou que no aniversário do Tocantins, o retrospecto da trajetória do Estado mostra o quanto o território avançou na instalação da infraestrutura de diferentes setores e que ajustes são necessários, para atender as demandas da sociedade, contar com a cooperação dos diversos segmentos e apoio da população, no enfrentamento dos constantes desafios que se apresentam rumo ao desenvolvimento econômico, crescimento produtivo, competitivo e ambientalmente sustentável para todos.

Mudanças Climáticas

A superintendente de Gestão e Políticas Públicas Ambientais da Semarh, Marli Santos, recordou que, neste ano, o Tocantins conquistou a elegibilidade perante a Comissão Nacional para REDD + (CONAREDD +) que permite transacionar créditos de carbono florestal provenientes de redução de emissões dos gases de efeito estufa por desmatamento e degradação (REDD+), do Bioma Cerrado, o que corresponde há mais de 100 milhões de toneladas de CO2eq (CO2 equivalente),entre 2011 e 2020. A elegibilidade é para acessar recursos financeiros na modalidade pagamento por resultado. O Estado também já possui a aprovação federal para acessar recursos financeiros de créditos de carbono florestal da sua área de Bioma Amazônia.

No próximo mês, a Delegação do Tocantins vai compor a comitiva brasileira, na 27ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP27), onde estarão reunidos representantes de diversos países, entre os dias 6 a 18 de novembro de 2022, em Sharm El Sheikh, Egito, ocasião que será discutida a necessidade de comprometimento e atuação prática das nações, para resiliência das mudanças climáticas global.

Meio Ambiente

O Tocantins tem cerca de 91% do seu território coberto pelo Cerrado e segundo a superintendente da Semarh, essa é a segunda unidade federativa com maior área preservada do Bioma no Brasil. Marli Santos reiterou que o Bioma Amazônia do Estado, é o habitat de milhares de espécies da fauna e da flora e que por meio de programas e ações, são investidos recursos em tecnologias, mecanismos legais e ações que visam a preservação, proteção e conservação ambiental dos Biomas da jurisdição.

O levantamento da diretora de Inteligência Ambiental, Clima e Floresta da Semarh, aponta que o Estado possui 174 mil km2 de área preservada e 50 unidades de conservação (UCs) entre federal, estadual e municipal, em 43,5 mil Km², sendo (21) Área de Proteção Ambiental – APA, (11) Reserva Particular do Patrimônio Natural - RPPN, (01) Reserva Extrativista, (13) Parques, (01) Estação Ecológica e (03) Monumentos Naturais.

Recursos Hídricos

No território tocantinense, o diretor de Planejamento e Gestão de Recursos Hídricos, Aldo Azevedo, frisou que se concentra a maior porção da Bacia Hidrográfica Tocantins-Araguaia, responsável por 10% da água doce do país. O diretor lembrou que foi iniciado o 1º ciclo de produção de 50 mil mudas nativas do cerrado no Centro de Referência em Recuperação de Áreas Degradadas (CRAD) de Natividade, com apoio do Colégio Agropecuário, Comitê de Bacia do Rio Manoel Alves, Semarh, Prefeitura Municipal, Instituto Ibramar e comunidade local. Até 2023, o Estado planeja contar com quatro CRAD, para impulsionar a produção à 500 mil mudas, sendo em Natividade (100), Gurupi (200), Araguatins (100) e Palmas (100).

Neste ano, foi iniciada mais uma etapa de ampliação da Rede Hidrometeorológica do Tocantins, que vai somar 66 pontos de monitoramento na Plataforma de Coleta de Dados (PCD), com equipamentos que utilizam energia solar, transmitem dados em tempo real à Sala de Situação da Semarh e Agência Nacional de Águas (ANA) a cada 15 minutos. São coletados dados do índice de chuva, nível e vazão do rio, além da sonda de amostra, para análise de parâmetros físico-químicos e microbiológicos do Índice de Qualidade da Água (IQA).

Os dados são essenciais à segurança hídrica de usos múltiplos, desde projetos de irrigação, dessedentação animal, produção da piscicultura, abastecimento urbano, até a emissão de alertas semafóricos de captação da água, para manutenção da reserva hídrica e preservação da ictiofauna. Os relatórios da Rede são publicados no site da Semarh no Boletim Hidrometeorológico e  Boletim de Qualidade da Água.

Tocantins

Com a Lei nº 98/1989, o dia 5 de outubro de cada ano foi reservado ao feriado estadual de celebração da criação do Estado do Tocantins e à data da promulgação da sua primeira Constituição Estadual. Na ocasião, o território foi desmembrado do estado de Goiás e passou a integrar a região Norte do país. Sua instalação definitiva ocorreu no dia 1º de janeiro de 1989. O estado faz fronteira com Goiás ao sul, Mato Grosso e Pará a oeste, além de Bahia, Piauí e Maranhão na porção leste. Com clima tropical predomina a temperatura quente em dois períodos marcantes, sendo um chuvoso e o outro de estiagem.

Com uma economia considerada próspera e crescimento do PIB (Produto Interno Bruto), 71,8% se relaciona aos serviços e comércio, 14,7% à indústria e 13,5% à agropecuária (IBGE-2021). Com a indústria e a agroindústria em ascensão, a produção agrícola, de rebanho bovino, a pesca e a aquicultura se destacam. Na questão de infraestrutura, o Estado atua no setor energético com produção hidrelétrica, no setor de transporte além da BR-153 conta com rodovias estaduais, a Ferrovia Norte-Sul e três aeroportos.

terça-feira, 4 de outubro de 2022

Pelo sétimo ano consecutivo, Palmas conquista o 1º lugar no ranking de cidades inteligentes da região Norte

Palmas conquista mais uma vez a primeira colocação entre as cidades mais inteligentes da região Norte do país.


O Ranking Connected Smart Cities foi apresentado nesta terça-feira, 4, durante uma cerimônia que aconteceu no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo, dentro da programação do Connected Smart Cities & Mobility 2022, que vai até o dia 7.  

Admiradora do conceito de cidade inteligente, a prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, recebeu pessoalmente o prêmio. “É gratificante ocupar posições de destaque. Pelo sétimo ano consecutivo, Palmas recebe este reconhecimento; estas classificações são muito importantes para medir o nosso nível de desenvolvimento e para nos balizar nas tomadas de decisão.” 

O estudo tem como objetivo mapear as cidades com maior potencial de desenvolvimento no Brasil, por meio de indicadores que retratam inteligência, conexão e sustentabilidade. Esta é a 8ª edição do ranking, que analisa, no total, 677 municípios com mais de 50 mil habitantes. 

Educação

Dos 11 eixos analisados, Educação é o que Palmas alcançou a melhor posição na edição 2022, com o 17º lugar entre os 677 municípios avaliados. “A educação está entre as prioridades da nossa gestão, com investimentos tanto na estrutura física de nossas unidades escolares, quanto na qualificação dos educadores”, afirma Cinthia, destacando os resultados positivos alcançados no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) 2021, recentemente publicados. “Entre as capitais, ficamos em 1º lugar nos anos finais, junto com Teresina (PI), e 2º lugar nos anos iniciais, isso mostra que estamos no caminho certo para recuperar a educação nesse pós-pandemia”, diz a prefeita.  

Painel 

Após a cerimônia de premiação, a prefeita de Palmas participou de um painel com as presenças do prefeito de Balneário Camboriú (SC), Élcio Rogério Kuhnen; o secretário de Governo de São Caetano do Sul (SP), Jefferson Cirne da Costa; o diretor comercial e de marketing da Urban Systems e correalizador do evento, Willian Rigon; e Marco Vinholi, superintendente do Sebrae de São Paulo. Cinthia Ribeiro falou dos aspectos que tornam Palmas uma cidade atrativa para investimentos e colocam o município entre os mais conectados e inteligentes do País. 

“Palmas está andando lado a lado com a sustentabilidade. Iniciativas como os programas Palmas Solar, Muda Clima e Renova Palmas, ações de eficiência energética - entre elas a substituição de energia convencional por energia solar em prédios públicos - nos posicionam como uma capital ativa e atuante nas causas ambientais”, destacou a prefeita ao responder sobre as estratégias da gestão para minimizar os impactos dos avanços tecnológicos no meio ambiente. 

Comunicação pública

A Prefeitura de Palmas também terá destaque na programação desta quarta-feira, 5, com a participação da secretária municipal de Comunicação, Ivonete Motta, no painel ‘Engajamento cidadão: desafios e oportunidades”. A secretária terá a oportunidade de falar sobre a experiência exitosa da Capital no engajamento do cidadão para participar da elaboração do Plano Plurianual (PPA) 2022-2025, no ano passado. A consulta pública on-line realizada por meio do aplicativo Colab alcançou mais de 1% da população, feito inédito na mobilização dos cidadãos para discussão sobre prioridades, investimentos e melhorias para a cidade. 

Também participam do Connected Smart Cities & Mobility o presidente da Fundação Cultural de Palmas, Giovanni Assis; os técnicos do Instituto Municipal de Planejamento Urbano Lúcio Cavalcante e Frederico Coli Mendes, e o deputado estadual eleito Eduardo Mantoan. 

Fonte: Secom/Palmas-TO

segunda-feira, 3 de outubro de 2022

Tocantins fomenta o turismo em sete regiões estratégicas após pandemia investindo milhões em recursos

Talita Melz/Estado do Tocantins

Até o final de 2022, a Secretaria de Estado da Cultura e do Turismo lança projetos como a Plataforma Integrada do Turismo, o Programa de Capacitação Tocantins Recebe Bem e de Sinalização Turística

Estado do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Cultura e Turismo, realiza diversas ações de fomento turístico – Foto: Aldemar Ribeiro/Estado do Tocantins

Pensando no potencial turístico, ecológico e de negócios da região, o Estado do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Cultura e Turismo (Sectur), realiza diversas ações de fomento ao setor. As iniciativas têm como foco divulgar, ampliar e qualificar o trade turístico, além de atrair novos visitantes, negócios e, assim, gerar emprego e renda para os municípios e o Estado.

Nos últimos meses, foram mais de R$ 2,5 milhões investidos e outros R$ 7,2 milhões devem ser aplicados até o final de 2022.

Secretário Hercy Filho afirma que a estruturação turística em andamento visa aumentar o fluxo de visitação, gerar renda e melhorar a vida dos tocantinenses – Foto: Sectur/Governo do Tocantins

Para o secretário de Estado da Cultura e Turismo, Hercy Filho, ao promover o turismo é necessário estruturá-lo e capacitar os seus agentes. Por isso, o Estado do Tocantins lança até dezembro deste ano, ações como a Plataforma Integrada do Turismo (PIT) e o Programa de Capacitação Tocantins Recebe Bem, além de dar continuidade a projetos existentes como a iniciativa da Sinalização Turística.

“O Estado tem esse olhar muito atencioso, muito criterioso em relação ao turismo. Sabemos da importância do turismo e de estruturá-lo, além de capacitar as pessoas. Estamos fazendo a estrada para o Jalapão, a sinalização das Serras Gerais e vamos sinalizar todo o entorno do Jalapão, de Palmas e Cantão. Estamos estruturando as vias de acesso a vários destinos turísticos localizados nos municípios. Além de fomentar o turismo, o Estado trabalha com a promoção de eventos agropecuários e culturais que geram também um fluxo turístico muito grande. É um setor que gera atividade econômica do Estado que vem recebendo atenção com investimentos e qualificação para promover o Tocantins para o Brasil e o mundo”, afirmou o secretário.

Com ações previstas junto a gestores municipais e estaduais, sociedade em geral e turistas, a Plataforma Integrada do Turismo é uma das iniciativas em andamento, que visa promover os destinos turísticos e obter dados para planejamento e gestão dessa atividade. Já o Programa de Capacitação Tocantins Recebe Bem, que prevê verba de R$ 5,7 milhões, beneficia e envolve  as comunidades tradicionais quilombolas, indígenas, ribeirinhas, e o trade turístico mais capacitado para atender melhor o turista nas sete regiões turísticas: Encantos do Jalapão; Serras Gerais; Ilha do Bananal; Vale dos Grandes Rios; Lagos e Praias do Cantão; Serras e o Lago, que inclui a capital, Palmas.

Nos últimos meses, o Estado do Tocantins realizou pesquisas para entender o perfil e o fluxo turístico do Jalapão e Serras Gerais, duas das regiões mais movimentadas atualmente – Foto: Antonio Gonçalves/Estado do Tocantins

As regiões das Serras e Lago, como também o Jalapão, receberão a Sinalização Turística, que já foi implantada nas Serras Gerais. São 11 cidades do Sudeste que receberam essa iniciativa para facilitar a informação e dar segurança à comunidade em geral, ao trade turístico e aos visitantes. Nesta primeira etapa do projeto, o investimento foi de R$ 2,2 milhões.

Retorno pós pandemia

Segundo Hercy Filho, a pandemia da covid-19 prejudicou diversas atividades econômicas, mas a cultural e turística foram as mais afetadas, pois foram paralisadas. Com isso, hotéis e restaurantes ficaram impedidos de receber pessoas. “O impacto foi muito grande no turismo, mas essa é uma indústria verde, rápida e de geração de renda. No Tocantins, já estamos quase nos níveis de 2019. No setor hoteleiro, por exemplo, as taxas de ocupação são as mesmas de anos anteriores à pandemia, no fluxo aéreo também. Claro que agora com a consciência de que nós vivemos um novo normal, dos protocolos sanitários. E o turismo do Tocantins tem uma vantagem, por ser de natureza, a céu aberto, favorece a procura e estamos apostando justamente neste trabalho de estruturação para aumentar o fluxo, a renda e melhorar a vida do tocantinense”, enfatizou o secretário.

Nos últimos meses, o Estado do Tocantins realizou pesquisas para entender o perfil e o fluxo turístico do Jalapão e Serras Gerais, duas das regiões mais movimentadas atualmente. Os estudos visam melhorar e buscar material para novas iniciativas e a geração de renda e desenvolvimento da atividade.  Ainda nessa linha, são realizadas atividades para a manutenção de várias cidades tocantinenses no Mapa do Turismo Brasileiro, além da inserção de novos municípios. As ações ocorreram em todas as sete regiões do Estado.

Temporada de Praias e Calendário Cultural

Em julho e agosto, também com o retorno da temporada de praia e as festas tradicionais, após a pandemia, o Estado visou fomentar as atividades do Calendário Cultural do Tocantins e oficiais dos municípios com o investimento de R$ 6,2 milhões para infraestrutura e segurança. Foram contemplados 23 municípios, como Peixe, que recebeu R$ 300 mil, e Araguacema, que recebeu R$ 200 mil, além de Natividade e Dianópolis que tiveram recursos destinados para festas tradicionais, sendo R$ 600 mil e R$ 250 mil, respectivamente.

Os investimentos visam ampliar a cultura e suas expressões nas cidades tocantinenses, atrair turistas e fomentar a economia dos municípios e do Estado.  “Quando falamos de turismo não podemos deixar de falar da nossa perspectiva de estruturação das nossas praias, que querem fazer do Estado um dos destinos mais procurados na alta estação do mês de julho. Temos destinos turísticos muito apropriados como o rio Araguaia, o rio Tocantins, nosso lago de Palmas e tantos outros. Este ano fizemos essas parcerias com os municípios para melhorar a temporada de praia”, afirmou o secretário Hercy Filho.

 

 

 

domingo, 2 de outubro de 2022

Festival Internacional de Turismo em Ouro Preto

Coluna Minas Turismo Gerais Jornalista Sérgio Moreira

Ouro Preto vai sediar a segunda edição do Festival Internacional de Turismo – FESTUR, entre os dias 19 a 22 de outubro, no Centro de Artes e Convenções da UFOP, com o tema “Turismo, conexão e negócios”.

O barroco é marcante na história da construção de Ouro Preto

Ouro Preto vai sediar a segunda edição do Festival Internacional de Turismo – FESTUR, entre os dias 19 a 22 de outubro, no Centro de Artes e Convenções da UFOP, com o tema “Turismo, conexão e negócios”.

O evento é uma realização da entidade “Ouro Preto e Circuito do Ouro Convention e Visitors Bureau”, com produção da empresa CM Business Hub e com apoio da Prefeitura de Ouro Preto. A programação contará com imersão de negócios, compartilhamento de conteúdo e experiências, espaço gourmet, com a Cozinha Show, rodada de negócios, além de cursos temáticos para capacitar e estimular o empreendedorismo. Haverá também atrações culturais e shows musicais.

A primeira edição do FESTUR ocorreu em Ouro Preto, em 2019, e está de volta, nesta segunda edição, com tudo para se tornar um evento contínuo e de prestígio na cidade histórica. Após o período de pandemia de Covid-19, que assolou o país e o mundo, mudando a rotina das pessoas e a economia, o turismo tem sua retomada gradual das atividades agora em 2022, e os eventos retornam e movimentam o setor e os seus segmentos.

Com o enfoque na potencialização do turismo mineiro para a promoção de Minas Gerais como destino e o que o estado oferece, o festival visa impactar mais de 30 cidades e 40 circuitos turísticos mineiros com o fomento do turismo, conexões e negócios durante os quatro dias de evento.

A charmosa cidade de Ouro Preto resguarda a arquitetura colonial do século XVIII, obras do Barroco Mineiro com os entalhes e esculturas de Aleijadinho e pinturas do Mestre Ataíde, é reconhecida pela Unesco como Patrimônio Mundial Cultural e é um dos destinos mais visitados do país e do mundo devido às suas características singulares, por valores históricos e culturais.

O Festival irá contar com a participação internacional de atores da área do turismo da França, Portugal e do Peru. Além de Ouro Preto, várias cidades mineiras já confirmaram presença nos estandes em que promoverão seus municípios, como Airuoca, Resende Costa e as cidades da Associação do Circuito do Ouro. Mas ainda há vagas para outros expositores que desejarem participar, basta acessar o link no instagram do evento: @festivaldeturismodeop. O evento pretende ser uma vitrine de produtos e atrativos de Minas Gerais para incrementar e potencializar os negócios do turismo e oferecer workshops, mesas redondas e rodadas de negócios para os que atuam no trade do turismo. A área de exposição será aberta ao público e contará com Espaço Gourmet, na Cozinha Show, com a participação de chefes de Ouro Preto, e atrações culturais durante os quatro dias de evento.

A secretária de cultura e turismo, Margareth Monteiro, falou da importância de realizações como essa para a cidade e para o setor do turismo. “Essa é uma ação de extrema importância para o município, considerando que Ouro Preto é uma cidade em que o fomento do turismo se faz por meio da cultura. O evento vai promover conexões e negociações. Contará também com participações internacionais, então irá divulgar Ouro Preto e o estado de Minas Gerais em outros países, incentivando o turismo em nossa região”, disse a secretária. @festivaldeturismodeop.

Destaques do turismo

Casa JK é uma das atrações de Diamantina, a casa, na qual Juscelino Kubitschek passou parte de sua infância, foi transformada em museu dedicado ao ex-presidente, após sua morte. No interior há uma reunião de fotos, objetos pessoais, uma biblioteca e a réplica de seu consultório médico.

Dez destinos brasileiros estão entre os 100 mais sustentáveis para o turismo no mundo em 2022. O reconhecimento foi feito, no dia 27 de setembro, o Dia Mundial do Turismo, pela organização holandesa Green Destinations.. Entre os premiados aparecem as cidades de Epitaciolândia (AC), Diamantina (MG), Capitólio (MG), Tibau do Sul (RN), Tibau (RN), Corguinho (MS), Pedro Gomes (MS), Bombinhas (SC), Orleans (SC) e Itá (SC).

Os canyons da represa Furnas, em Capitólio

Pelo segundo ano consecutivo, a cidade catarinense de Bombinhas foi selecionada pela entidade para compor a seleta lista, neste ano com o projeto “Pesca Artesanal da Tainha”. Patrimônio Cultural do Município e do Estado de Santa Catarina, a iniciativa é uma tradição que teve origem com os indígenas e hoje está inserida na identidade bombinense. Muito mais que uma atividade econômica da qual muitas famílias tiram o sustento, é sobretudo uma manifestação cultural que reúne pessoas, saberes, história e cultura, repassada de geração em geração.

Epitaciolândia, no Acre, foi reconhecida pelo case do senhor José Rodrigues, apelidado como Dr. da Borracha. Ele é responsável pela produção de acessórios sustentáveis com elementos extraídos do látex no seringal Nova Esperança, onde mora. O trabalho de José possui um impacto importante no desenvolvimento sustentável da região, assim como na proteção às florestas do Acre. Em 2014, o Doutor da Borracha também foi reconhecido com o Prêmio Chico Mendes de Florestania. Outros destinos contemplados com a iniciativa foram os municípios de Corguinho e Pedro Gomes, no Mato Grosso do Sul. O primeiro, conquistou o prêmio por conta do Complexo Turístico de Zigurats, que engloba o observatório astronômico, o centro de pesquisas, as construções diferenciadas, as trilhas com descobertas arqueológicas e as maquetes científicas. Já o segundo, expôs para o mundo as cachoeiras, balneários e trilhas, todas ainda pouco frequentadas por turistas.

O PRÊMIO – Os destinos nacionais entraram para a seleta lista da organização que busca premiar anualmente 100 histórias de boas práticas que inspiram lideranças do turismo responsável a nível mundial. A seleção contempla destinos que estão caminhando em direção a uma indústria de turismo sustentável. Além de receberem visibilidade global, os selecionados se tornaram elegíveis para indicação ao “Green Destinations Stories Awards”, divulgado na ITB Berlin, uma das maiores feiras de turismo do mundo.

Ouro Minas Hotel Belo Horizonte, Dolce by Wyndhan.

O Hotel Ouro Minas, associa a nova marca no ramo da hotelaria a marca irá contribuir principalmente para área turística no segmento de eventos e convenções. O empreendimento agora passa integrar a Wyndham hotel & Resorts, maior empresa de franquias de hotéis do mundo, presente em quase, 95 países em seis continentes e com 8.900 hotéis e que possui o maior programa de fidelidade do mundo com 94 milhões de membros inscritos. Com a bandeira Dolce, o Ouro Minas Hotel agora passa a se chamar Ouro Minas Hotel Belo Horizonte, Dolce by Wyndhan.

A marca surgiu na Europa, uma vez que as cidades por não terem espaço físico, sentiam a necessidade de se criar espaços próximos que atendessem as necessidades do novo perfil de cliente, principalmente após a pandemia COVID19, que trouxe novos focos para área hoteleira. Observou-se que as pessoas começaram a redescobrir os hotéis próximos às suas casas e usufruir de forma relevante aos serviços oferecidos. A Marca traz algumas particularidades, já que os empreendimentos devem promover a inspiração aos hóspedes, fundamentalmente para aqueles que buscam espaço com infraestrutura não só de negócios, mas que ofereça o lado de conforto e lazer.

Eduardo Cruz Del Rio, vice-presidente de Operações da Wyndhan para América Latina e Caribe, explica a Bandeira Dolce by Wyndham que chega ao Brasil tendo como protótipo o Ouro Minas Hotel, em Belo Horizonte. Segundo ele, o Brasil tem muita capacidade para atender esse conceito e acredita no futuro da hotelaria no Brasil, depois dos EUA ser o país com mais hotéis da marca Wyndham e Dolce. Eduardo Cruz também ressalta que, “até o final do ano, todos os franqueados da rede deverão se adequar aos programas de sustentabilidade, uma vez que a mentalidade das pessoas tem mudado. Estão mais conscientes”. Em sua fala Eduardo se mostra com muitas expectativas e agradecido ao implantar aqui no Brasil a marca e futuramente na América Latina.

Hiram Della Croce, diretor de Operações para Brasil e Bolívia da Wyndham Hotels & Resorts; Erica Drumond, proprietária do Ouro Minas Hotel e representante da Dolce by Wyndham no Brasil e Eduardo Cruz Del Rio, Vice-Presidente de Operações para a América.

A empresária e proprietária do Ouro Minas Hotel, Erica Drumond, ressalta que quando retornou ao Brasil, chegou no empreendimento com muita vontade de implantar mudanças. Trazer a marca para o Hotel já consolidado e conceituado em Belo Horizonte  tem trazido essas mudanças que tanto almejava. De acordo com ela, o empreendimento agora busca adequar a marca Dolce. A maior transformação que um hotel já teve, diz Erika. Sendo o primeiro empreendimento a estampar a bandeira Dolce, o hotel tem passado por um retrofit (renovação), em suas infraestruturas físicas, pessoal e de serviço, para adequar ao conceito de Resort Urbano. De acordo com Erica Drumond, hoje o consumidor mudou “ele não busca só o luxo, mas o conforto e facilidade”, ou seja, quando houver eventos e convenções os participantes querem trazer suas famílias, pessoas próximas e até pets, para usufruírem dos diversos serviços oferecidos, além de curtir a cidade”. Com o novo modelo de negócio, o Hotel tem oferecido aos seus clientes diversos serviços onde ele mesmo possa montar o seu pacote ou contratar os pacotes já existentes. O hotel possui piscina – academia – bares – restaurante - barbearia- cabeleireiro – pet friendly – espaço kids club – salas de convenções – auditórios - loja de convivência e estão criando novos espaços para melhor atender o hóspede, como: bar japonês, sala vip para patrocinadores dos eventos com serviços All inclusive e muito mais. Tudo com referências a nível internacional em ambientes sofisticados e modernos atrelados a serviços completos que fazem da marca, dentro da categoria upper-uspcale.

Parceira da marca, a empresária Erica Drumond, prevê a expansão da Dolce em ritmo ágil e as expectativas é abrir até o final de 2023 mais dois empreendimentos. E para a próxima década, a meta será alcançar uma nova unidade por ano, seja por sistema de conversão ou no modelo greenfield. Confiante nesse movimento, vem cogitando os mercados turísticos de Brasília – São Paulo – Rio de Janeiro- Rio Grande do Sul para fazerem parte desse modelo inovador. Ambientes inspiradores promovem grandes ideias. Essa é a filosofia por trás da Dolce Hotel &Resorts by Wyndham.

Coluna Minas Turismo Gerais Jornalista Sérgio Moreira @sergiomoreira63 Informações para a coluna para sergio51moreira@bol.com.br

 

sábado, 1 de outubro de 2022

Fecomércio e Cetur participam com sucesso da 49ª edição da ABAV Expo

A Fecomércio Tocantins, por meio do Conselho Empresarial de Turismo da Fecomércio Tocantins (Cetur) participou da caravana tocantinense na 49ª ABAV Expo, o principal evento do turismo nacional.

O evento ocorreu de 21 a 23 de setembro, no centro de convenções de Pernambuco, em Olinda. Na edição 2022 a caravana levou 152 expositores para o estande do Tocantins, a maior delegação tocantinense que já participou do evento, ocupando um espaço de 90m², fruto da parceria entre Fecomércio, Governo do Estado, Prefeitura de Palmas, Sebrae Tocantins e associações do setor turístico.

O presidente do Cetur, Marcelo Perim, ressalta a importância de engajar os operadores de turismo em eventos como a ABAV: “As instituições envolvidas investiram em mais um evento de impacto para o desenvolvimento regional do turismo tocantinense, apoiando na caravana de empresários tocantinenses que estiveram presentes na feira vendendo o destino Tocantins para o Brasil e para o mundo”.
 
Além da participação na Exposição, os empresários tocantinenses tiveram uma rodada de negócios com 30 operadores internacionais, que tiveram acesso aos produtos, serviços e atrativos que são vendidos pelo trade turístico, uma inovação dessa edição da feira e que foi idealizada pela ABAV-TO e Cetur Fecomércio. A 50º ABAV Expo será realizada no Rio de Janeiro em 2023.

CNC

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o Serviço Social do Comércio (Sesc) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) nacional também participam das discussões sobre os rumos do turismo brasileiro na Abav Expo 2022. O evento contou com a participação do vice-presidente da Fecomércio no Amazonas, Paulo Rogério Tadros, representando a Confederação. O diretor da CNC e presidente da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA), Alexandre Sampaio, representou o Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade (Cetur) da CNC.

Cetur

O Conselho Empresarial de Turismo da Fecomércio Tocantins - Cetur é um órgão consultivo e propositivo, que tem como missão desenvolver ações para melhoria do turismo no estado. O Cetur faz parte da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Tocantins e é composto em sua diretoria por 16 entidades no conselho efetivo, que debatem e levantam as demandas propícias para a elaboração das ações a serem desenvolvidas, e mais 10 entidades que compõem o conselho consultivo.

Com informações da Ascom CNC

sexta-feira, 30 de setembro de 2022

FCP abre inscrições para expor trabalhos na Galeria Municipal de Artes

A Fundação Cultural de Palmas (FCP) lançou nesta quinta-feira, 29, o Edital de Chamamento Público Nº. 015/2022/ FCP de Concessão de Pauta para Uso Público da Galeria Municipal de Artes, no Núcleo Integrado de Leitura e Artes (Nila), localizado no Espaço Cultural José Gomes Sobrinho. 


Divulgação 

O objetivo é abrir espaço para artistas que desejam realizar exposições de artes visuais, individuais e coletivas. As inscrições seguem abertas até o dia 18 de novembro e todos os detalhes podem ser conferidos aqui.

Podem solicitar o uso da Galeria Municipal de Artes, pessoas jurídicas e pessoas físicas, residentes ou não em Palmas-TO. O período de cada exposição será de 30 dias entre os meses de fevereiro a dezembro de 2023, podendo ser prorrogado. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas nos seguintes formulários: pessoa física e pessoa jurídica.

Além das exposições agendadas, a FCP poderá realizar a exposições de artistas convidados, cujos trabalhos sejam de reconhecida importância e destaque no cenário artístico local, nacional ou internacional, bem como exposições em parceria com outras instituições oficiais, observadas as datas das exposições selecionadas através do presente Edital.

Confira o cronograma:

ETAPAS

PERÍODO

Período de Inscrição

29 de set. a 18 de nov. de 2022.

Homologação das propostas

25 de novembro de 2022.

Recursos da homologação das propostas

28 e 29 de novembro de 2022

Divulgação do resultado final

01 de dezembro de 2022

 

quinta-feira, 29 de setembro de 2022

Prefeitura de Palmas divulga selecionados para o 6º Salão Palmense de Novos Artistas

Os artistas selecionados para expor suas respectivas obras de artes no 6º Salão Palmense de Novos Artistas, podem conferir o resultado no Diário Oficial Nº 3.068 publicado na última sexta, 23. 


A exposição coletiva ocorrerá no período de 04 de outubro a 04 de novembro de 2022, e os profissionais terão a oportunidade de expor suas obras em coletivo na Galeria Municipal de Artes, localizada no Espaço Cultural José Gomes Sobrinho, em Palmas. 

Os trabalhos estarão disponíveis também de forma on-line, na Plataforma Curta Palmas, durante o período que a exposição acontece na galeria na modalidade presencial. Os trabalhos foram divididos nas seguintes categorias: Infantil; Infantojuvenil; e Adulto. 

As  obras selecionadas passarão ainda pelo Júri Popular (visitantes do salão) e Júri Técnico. Conforme o regulamento, a obra premiada ganhará uma exposição individual na Galeria Municipal de Artes, com catálogo produzido pela FCP.

Fonte: Dicom / Palmas-TO

quarta-feira, 28 de setembro de 2022

Startup brasileira disponibiliza plataforma para municípios de pequeno e médio porte monitorar turismo local

Coluna Minas Turismo Gerais Jornalista Sérgio Moreira

Municípios de pequeno e médio porte, com até 100 mil habitantes, terão a oportunidade de utilizar gratuitamente por seis meses, uma Plataforma que ajuda a monitorar o turismo local.


Promovida pela startup brasileira “Smart Tour”, com apoio do Ministério do Turismo, a “Smart Destination” ajuda, de forma totalmente digital, a gerenciar os dados e indicadores turísticos, auxiliando na implementação de Destinos Turísticos Inteligentes.

Com mais de 60 indicadores turísticos, a Plataforma inovadora auxilia a gestão pública municipal, integrando outros APIs, ou sistemas, por meio de um painel de informações personalizado e suprindo as necessidades individuais de cada destino turístico. As inscrições estarão abertas a partir do dia 27/09 seguindo até o dia 10/10, às 23h59. O resultado será anunciado dia 14/10 às 17h, no perfil oficial da Smart Tour no Instagram (@smarttouroficial). A Plataforma disponibiliza, em um único local, monitoramento de fluxo turístico com uso de Internet das Coisas (IoT) e geolocalização, pesquisa de demanda turística 100% digital, avaliação de qualidade dos serviços ofertados pelo município e mais de 60 indicadores turísticos para auxiliar a gestão pública municipal.

Estão aptos a participar da seleção os municípios que têm acesso integral à internet nos atrativos turísticos, também deve ter considerável articulação entre setor público e privado e contar com turismólogos presentes na secretaria de turismo local. Inscreva o  município https://smartsurveypesquisa.questionpro.com/a/TakeSurvey?tt=J8bGDl/2J/EECHrPeIW9eQ%3D%3D 

O processo de implementação é simples e será todo coordenado pela Smart Tour. Após a seleção dos Destinos será realizado um alinhamento junto aos gestores municipais para implementação da Solução.

SMART TOUR BRASIL é uma startup de tecnologia de ponta voltada para a gestão pública do turismo, com soluções inovadoras. Além de vencedora no Prêmio Nacional do Turismo 2019 na categoria Tecnologia no Turismo, a empresa catarinense foi uma das finalistas do 1º Desafio Brasileiro de Inovação em Turismo e do Desafio Turistech Brasil, ambos promovidos pelo MTur e o Wakalua – primeiro polo global de inovação em turismo -, que consagrou iniciativas destinadas à retomada do setor. A empresa também foi destaque na 3ª Competição Global de Startups da Organização Mundial do Turismo (OMT) e fez parte das TOP STARTUPS DE TURISMO da OMT.

Feijoada do Chef Intercity BH Expo

O Hotel Intercity BH Expo recebeu mais de 200 pessoas para a deliciosa “Feijoada do Chef”, durante a tarde do dia 17 de setembro, no restaurante Libertas, comandado pelo chef Manoel Pereira. O evento foi um sucesso e volta a entrar no cardápio afetivo de Belo Horizonte, recuperando a tradição de mais de uma década da época em que era realizado no Varandão do Othon Palace Hotel.

O diretor do Intercity BH Expo, Rodrigo Cançado, Maria Luiza e diretor regional da Rede Globo Minas, Marcelo Ligere

Vários convidados especiais e autoridades do trade marcaram presença, como o secretário de Cultura e Turismo de Minas Gerais, Leônidas Oliveira; subsecretário de Cultura e Turismo de Minas Gerais, Igor Arci; Gilberto Castro, presidente da Belotur; Marcelo Ligere, diretor regional da Rede Globo; Hernani Castro, diretor secretário executivo do Convention & Visitors Bureau, dentre outros. 

Jornalista Sérgio Moreira, o empresário Cássio Cançado, o diretor do Intercity Hotel, Rodrigo Cançado e o presidente da Belotur, Gilberto Castro.

Para quem não pôde ir ao evento, a boa notícia é que a Chef Manoel Pereira especialíssima feijoada continuará fazendo parte do calendário gastronômico do Libertas, com realização uma vez por mês. Além disso, é possível degustar uma feijoada executiva

67 anos da FBHA

Fundada em 23 de setembro de 1955 como Federação Nacional de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (FNHRBS), com sede na cidade do Rio de Janeiro, Brasil, a FBHA comemora neste mês 67 anos. A Federação foi reconhecida como entidade coordenadora dos interesses da categoria econômica de hospedagem e alimentação fora do lar, conforme Carta Sindical de 30 de dezembro de 1955, do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Alexandre Sampaio, presidente da Federação, parabeniza todo o setor e reforça o discurso de que todo o trade deve olhar para o futuro e focar nos novos horizontes que o turismo tem para desbravar. “Nosso setor avança para o caminho certo. Segundo o Ministério do Turismo, no primeiro semestre deste ano, o segmento faturou R$ 94 bilhões, o que representa 33% a mais do que em 2021. Em junho, foram gerados 278 mil empregos no Brasil, sendo 100 mil deles apenas no setor de turismo”, comenta Alexandre Sampaio.

Alexandre Sampaio

“Que venham mais anos de muito sucesso, inovação e prosperidade para o nosso setor. Estamos nos reerguendo de uma forte crise, mas mesmo em meio às dificuldades mostramos resiliência e o desejo de retomada vem ganhando cada vez mais força”, finaliza o presidente da FBHA.

Roda Gigante Serra Gaúcha

As atrações pelas cidades da Serra Gaúcha não param de encantar os turistas. Como o Parque Temático Mundo a Vapor, ao anunciar, no final do ano passado, a implantação de uma roda gigante na cidade de Canela/RS. A inauguração está prevista para outubro de 2023, após a estrutura, que está sendo fabricada em diversos lugares do mundo, passar por testes e embarcar rumo ao Brasil. A Roda Gigante Serra Gaúcha será o primeiro empreendimento do gênero no Estado e um dos poucos existentes no País, elevando ainda mais a atratividade turística e desenvolvimento de Canela e região.

A nova atração é fruto de uma parceria entre o Parque Temático Mundo a Vapor S.A. e a Interparques Holding S.A., empresa pioneira na implantação e operação de rodas gigantes no Brasil (com operações em Balneário Camboriú/SC e São Paulo/SP). O início das obras de ampliação do parque está previsto ainda para o segundo semestre de 2022 e representa um aumento de 1.500 metros quadrados na área externa do Mundo a Vapor. "Com a roda gigante vamos apresentar uma vista inédita e exclusiva da natureza de Canela em um ângulo de 360 graus, oferecendo aos passageiros uma experiência multissensorial inesquecível", projeta a CEO do Mundo a Vapor, Lenise Urbani.

As obras do novo atrativo iniciam em outubro, e a estrutura da Roda Gigante terá sua montagem a partir de maio de 2023. Serão 30 cabines climatizadas, com capacidade de seis pessoas por cabine e um sofisticado sistema de iluminação cênica, oportunizando a realização de shows de luzes com música e a sinalização de eventos especiais. “Esta Roda Gigante terá um design único no mundo, com muita leveza e elegância, queremos proporcionar aos visitantes a opção de dois passeios completamente diferentes - à luz do dia, contemplando a natureza, ou à noite, com iluminação especial” comenta Cícero Fiedler, diretor da Interparques. 

Uma equipe multidisciplinar, formada por arquitetos, engenheiros, paisagistas, designers e profissionais de diversas outras áreas está trabalhando intensamente no detalhamento dos projetos para o início das obras.

Coluna Minas Turismo Gerais Jornalista Sérgio Moreira @sergiomoreira63 Informações para a coluna para sergio51moreira@bol.com.br

 

terça-feira, 27 de setembro de 2022

Fundação Cultural de Palmas reúne fãs da cultura pop coreana durante três dias

Comidas, filmes, dança, cosplay e literatura. Assim foi a programação do 1º Festival da Cultura Coreana de Palmas, realizado no Espaço Cultural José Gomes Sobrinho encerrado no domingo, 25. Organizado pela Fundação Cultural de Palmas (FCP),  teve o objetivo estimular e apoiar o intercâmbio cultural entre o Brasil e a Coreia do Sul. 

Divulgação

A programação contou com o concurso de K-Pop, exibição de filmes, bate-papo sobre cultura coreana, demonstração de taekwondo, degustação da culinária, sorteio de brindes, lojinha de artigos colecionáveis e lançamento de mangá. A gerente de Espaços de Entretenimento da FCP, Elisângela Dantas, explica que a ideia do festival surgiu do interesse do público jovem pelos produtos coreanos. 

“Nós sabíamos do potencial do festival, visto que a cultura coreana está em alta no mundo inteiro. As pessoas aprenderam a valorizar mais o cinema, fotografia, música, entre outros,  tanto pela quantidade dos produtos, quanto pela qualidade, que é ótima”, disse Elisângela.

Esse sucesso cultural da Coreia do Sul começou nos anos 90 quando o governo coreano passou a investir em peso em sua indústria cultural. O festival de Palmas contou com apoio do Centro Cultural Coreano no Brasil, da loja Vitória Geek e da Academia de Taekwondo Mestre Pedro Araújo.

Fãs de todas as idades atendidos

Pietra Gonçalves, de 16 anos, e Isabela Rezende, de 14, participaram do concurso de k-pop pelo grupo The Luminous e comentaram sobre o que acharam do festival. “Uma parte muito boa foi a área de alimentação que representou muito a Coreia, as músicas também”, disse Pietra. “Aqui em Palmas, apesar de ser uma capital, ainda não tem muitos eventos desse tipo, então está sendo muito especial pra gente participar de tudo isso”, ressaltou Isabela.

Carine Bernhard tem 53 anos e é fã dos doramas, produções dramatizadas da televisão asiática. “Conheci os doramas com a minha filha Ana Carolina em 2020 na pandemia. O primeiro que assisti foi Romance is a Bonus book, depois Start Up, Rei Eterno e muitos mais. disse Carina, que falou também sobre como ficou cativada pelos Doramas. “Amo a forma suave  e respeitosa como demonstram o amor, assim como respeitam os mais velhos e as relações familiares”, explicou a fã.

“Achei a iniciativa  do festival  incrível  por reunir pessoas com interesses semelhantes,  não  só pelos doramas, mas pela culinária, esporte, música,  dança, pela cultura como um todo. Já  estou aguardando o próximo Festival”, concluiu. 

Fonte: Secom / Palmas-TO

segunda-feira, 26 de setembro de 2022

ABAV Expo confirma delegação tocantinense como a maior da edição 2022

Seleucia Fontes/Governo do Tocantins

Evento realizado no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda, termina nesta sexta

Estande do Tocantins é um dos mais visitados da feira. Crédito: Seleucia Fontes/Estado do Tocantins

Com a participação oficial de 152 pessoas no estande do Tocantins, a delegação oficial do Estado foi anunciada pelos organizadores da ABAV Expo como a maior na 49ª edição do evento, que chega ao fim nesta sexta, 23, no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda.

A secretária executiva da Secretaria de Cultura e Turismo do Tocantins, Jocélia Costa, comemora a participação do Estado na feira. "Vem sendo muito positiva, o estande está chamando a atenção do público e o trade mostrou que está preparado para receber turistas nacionais e internacionais", ressaltou.

Presidente da ABAV Tocantins, Rodolfo Ferreira comemora o comprometimento dos participantes e o sucesso de visitação. Também ressalta a apresentação das potencialidades do Estado para um grupo de 40 investidores internacionais, na quinta, 22. "De imediato, já mapeamos negociações com operadores tocantinenses", revela.

O presidente do Conselho Empresarial de Turismo (Cetur), Marcelo Perim, enfatiza as ações realizadas para envolver operadores de turismo engajados e preparados para atender os agentes. "O Estado tem apenas 33 anos e já consolida sua participação na ABAV Expo e seu status de destino turístico", comemora.

A percepção também é positiva entre os integrantes da caravana. Em sua primeira participação na ABAV Expo, o operador de turismo Jarbas Lemos, que atua no Cantão, tem vários motivos para comemorar. "Tem sido uma experiência de aprendizado e network acima do esperado", diz. Além disso, durante visita a um dos estandes da feira, Lemos foi sorteado com uma viagem para Guayaquil, no Equador, para assistir a final da Libertadores da América, no final de outubro.

Os operadores de turismo Day Barbosa, do Maranhão, e Luiz César, da Bahia, também  aprovaram o estande, ressaltando a qualidade e a presença de profissionais do trade para troca de informações.

Próxima edição

A 50ª edição da ABAV Expo foi anunciada na noite de quinta. O Rio de Janeiro voltará a ser a cidade anfitriã.

domingo, 25 de setembro de 2022

Experiências de Palmas são apresentadas na semana do clima de Nova Iorque

A prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, marcou presença de forma virtual, na sexta-feira, 23, na Climate Week NYC 2022 (Semana do Clima de Nova Iorque). 


Ao lado da ex-ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, e da diretora do Instituto Alziras, Michelle Ferreti, a prefeita participou do painel “Mulheres na Liderança Rumo à Transição Justa: Lições aprendidas com Prefeitas Brasileiras”.

Durante o evento, que reúne autoridades mundiais para discutir o combate às mudanças climáticas, a prefeita de Palmas apresentou experiências exitosas praticadas na Capital mais nova do País a favor do meio ambiente. Depois de fazer um apanhado das bacias hidrográficas e apresentar os biomas, orientando os participantes acerca da localização da cidade, Cinthia Ribeiro falou do Palmas Solar; dos Ecopontos; do Plano Municipal de Ação Climática e da mudança das matrizes energéticas nos prédios públicos municipais. “Minha responsabilidade com o meio ambiente vai além da gestão do município, é uma responsabilidade, sobretudo, de cidadã. Na elaboração de projetos, especialmente ambientais, nós nos preocupamos em resguardar a legislação e recursos para execução de ações que reduzam os prejuízos ambientais.”

Frisando que a pauta ambiental exige sensibilidade, vontade e planejamento, a ex-ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira,  destacou a importância do processo de tomada de decisão dos gestores para garantir o avanço das políticas públicas. Segundo a ex-ministra, “é preciso termos lideranças locais que se conectem com o restante do País, que tenham um olhar inovador, contemporâneo”, acrescentando que “só se avança na área climática se tiver planejamento.”

A prefeita de Palmas participou do evento a convite do Instituto Alziras. “Foi gratificante participar deste painel. Essa troca de ideias nos permite agregar muito conhecimento, que pode ser aplicado em projetos locais”, sinalizou a gestora.

Climate Week NYC

O evento é organizado pelo Climate Group, ONG britânica com atuação em todos os continentes. O objetivo é abordar soluções que possam minimizar os impactos de atividades produtivas no clima, estimulando o compartilhamento de perspectivas globais sobre o assunto e a adoção de políticas e ações em resposta aos desafios climáticos.

Fonte: Secom Palmas

sábado, 24 de setembro de 2022

Turismo consolida crescimento no Brasil em 2022

Coluna Minas Turismo Gerais Jornalista Sérgio Moreira

Após sofrer duros impactos da pandemia da Covid-19 nos últimos anos, o setor do turismo deve alcançar o nível de faturamento pré-crise no início do próximo ano.

A expectativa é que as micro e pequenas empresas do setor atinjam o patamar de estabilidade no primeiro semestre de 2023 e que, a partir do segundo semestre do próximo ano, consolide o crescimento e supere o faturamento de períodos anteriores.

Os dados fazem parte de um estudo realizado pelo Sebrae em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV) sobre os fatores que impactam a competitividade da cadeia de Turismo brasileira, em especial os pequenos negócios de meios de hospedagem, além do turismo de negócios e eventos, que devem ser beneficiados com a retomada econômica pós pandemia da Covid-19. O setor de turismo foi um dos mais afetados desde o início de uma das maiores crises sanitárias mundiais e as micro e pequenas empresas, que representam 97% do total de empreendimentos desse segmento, chegaram a registrar perdas superiores a 80% do faturamento.

O presidente do Sebrae, Carlos Melles, pontua que esse período inicial de recuperação será motivado principalmente pelo aquecimento do consumo por viagens dentro do Brasil e por uma demanda reprimida causada pela pandemia. “Muitos brasileiros estão substituindo as viagens internacionais por domésticas. Além da alta do dólar, da queda no poder de compra das famílias e do conflito internacional entre a Rússia e Ucrânia, os brasileiros estão mais motivados a conhecer os encantos do nosso país. Esse é um bom momento para os pequenos negócios se prepararem”, ressalta Melles.

O presidente ainda revela que para aproveitar o aumento da demanda interna do turismo, os donos de pequenos negócios precisam estar atentos às tendências e mudanças de comportamento do consumidor durante a pandemia. “O empreendedor precisa entender que ele deve estar alinhado ao movimento do mercado e avaliar o que é necessário fazer para se adaptar e garantir a sustentabilidade do negócio, inclusive para atender uma demanda futura”, avalia.

De acordo com o estudo, a retomada dos negócios turísticos não se apresenta igualmente para todos as atividades do segmento. Setores como meios de hospedagem, transporte aéreo e aluguel de bens móveis têm nível de recuperação superior a outros segmentos, com retorno gradual da demanda à medida que as restrições da pandemia foram flexibilizadas. Já as atividades recreativas, culturais e desportivas e o transporte rodoviário foram os mais afetados e vão levar mais tempo para recuperar o nível anterior à crise. O estudo do Sebrae e da FGV ressalta que apesar dos meios de hospedagem fazerem parte do grupo que possui boas expectativas para o verão de 2023, eles devem ficar atentos ao controle de custos, principalmente porque muitos tiveram que recorrer a crédito para se manter no período. “Pela própria natureza do serviço, o setor de hospedagem possui um custo muito alto para se manter. Mesmo que o negócio não tenha muitos hóspedes, é preciso arcar com as despesas de mão de obra e custos fixos de energia, por exemplo. Então, isso pesa muito nas contas de um hotel ou pousada ao contrário de uma empresa que vende um produto e pode estocá-lo”, explicou o presidente do Sebrae.

Ele recomenda que o dono de um pequeno empreendimento no setor de turismo busque soluções alternativas para minimizar os altos custos sem prejudicar a qualidade. “É preciso avaliar o tempo todo o que pode ser feito para diminuir esses custos sem perder a qualidade do serviço oferecido, seja por meio de eficiência energética ou outras alternativas disponíveis”, reflete.

Charretes deixam São Lourenço

Uma tendência que vem crescendo nas cidades turísticas mineiras e do Brasil, que ainda usam cavalos puxando carroças e charretes para entretenimento de turistas, é o fim completo dessa prática.
As charretes estão sendo substituídas por carruagens elétricas, tuk-tuks ou mesmo encerrando de vez, caso os antigos charreteiros não se interessem em trabalhar com esses veículos alternativos.

O Parque das Águas São Lourenço, fundado em 1936, é um pedacinho da Mata Atlântica onde diversas espécies da fauna e flora vivem protegidas em meio a 430 mil m² de natureza preservada

Aos poucos, cidades turísticas mineiras vêm buscando alternativas para proibir de vez o uso de veículos de tração animal pelas ruas de suas cidades. Agora é a vez de São Lourenço, cidade com cerca de 47 mil habitantes, no Sul de Minas.

A famosa estância hidromineral e turística mineira decidiu pôr fim a um de seus atrativos urbanos: o passeio de charretes de 40 minutos pelos pontos turísticos da cidade será encerrado.

Cavalos puxando charretes não serão mais vistos trafegando pelas ruas da cidade. Essa é a intenção da Prefeitura e foi com base nesse propósito que o Poder Municipal e os cerca 42 charreteiros atuantes em São Lourenço, acordaram no dia 5/08/2022 para encerrarem essa atividade.

Pelo acordo, os charreteiros receberão, a título de indenização, cerca de R$30 mil reais. Com esse valor, podem escolher uma nova atividade profissional ou mesmo investir essa quantia na aquisição de Tuk-Tuk.
Além disso, um projeto de lei a ser enviado à Câmara de Vereadores de São Lourenço, determinará a proibição em definitivo do uso de veículos de tração animal na cidade.

Os tuk-tuks

Por ser mais prático e mais barato que as carruagens elétricas, o tuk-tuk é uma alternativa mais viável para os charreteiros que optarem em continuar a levar turistas pelas ruas de São Lourenço.
Esse tipo de veículo é criação asiática e muito popular nessa região, principalmente na Índia e Tailândia, além de ser adotado em alguns países europeus, substituindo as charretes.

Também conhecido como autorriquixá, o tuk-tuk é puxado por uma motocicleta e nada mais é que um triciclo motorizado com cabine para transporte de passageiros e mercadorias. 

A palavra riquixá é a palavra mais correta para esse tipo de veículo. Essa palavra tem origem na língua japonesa. Riquixá um vocábulo com origem na palavra jinrikisha, em japonês. Jin significa humano e riki, tração. Ou seja, “veículos de tração humana”.

Cada vez mais, o autorriquixá ou tuk-tuk, vem se tornando alternativa em substituição aos veículos de tração animal.

Sommelier de Cervejas 

Os renomados professores Fabiana Arreguy e Carlos Henrique de Faria Vasconcelos acabam de lançar no mercado uma nova proposta para o curso de Sommelier de Cervejas. O curso será ministrado pela escola EducaBeer, que já tem previsto outros cursos para ofertar.

“O curso busca qualificar o profissional do serviço de bebidas, com foco em degustação e harmonização, pontos chaves para a formação de um especialista em cervejas”, fala Carlos Henrique, mais conhecido no mercado como CH.

Fabiana Arreguy é professora, juíza internacional e jornalista especializada na área de cervejas. Conduz o programa da CDL FM Pão e Cerveja e o site no portal UAI tem 15 anos de experiência na área. Crédito: Sylvie Moyen

Carlos Henrique é biólogo de formação, mestre-cervejeiro da Hofbräuhaus BH, professor no curso de gastronomia das Faculdades UNA e Arnaldo, juiz de concursos nacionais e internacionais de bebidas, com 11 anos de experiência na área.

Democrático e acessível, esse não é um curso voltado somente para os trabalhadores da área, e está aberto a todos os interessados, não só profissionais como também hobistas e apaixonados por cervejas.

O curso apresenta alguns diferenciais dos que já existem no mercado que são: Mais de 100 rótulos de cervejas degustados; Harmonizações originais e bem construídas; Treinamentos práticos em serviço; Treinamento em análise sensorial sob bases científicas; Visita técnica e Conhecimento aprofundado nos estilos cervejeiros. 

“Estamos oferecendo algo novo. Pesquisamos bastante o mercado, novas tendências e com nossa expertise na área acreditamos que será uma excelente oportunidade para os interessados”, fala Fabiana Arreguy, que também é jornalista especializada na área de cervejas. O curso será ministrado aos finais de semana, de sexta a domingo, com aulas práticas e teóricas. As inscrições já estão abertas! Garanta já a sua vaga. Instagram: @educabeer

Turismo brasileiro em destaque

O setor de turismo no Brasil segue em ritmo de crescimento e demonstrando a sua força também no cenário internacional. Relatório anual do World Travel & Tourism Council (WTTC), de renomada autoridade empresarial do turismo mundial, apontou que o Brasil ocupou a 11ª posição como maior mercado do setor de Turismo do mundo em 2021 (em 2019, estava na 13ª colocação). Segundo o relatório, o Brasil também registrou a maior demanda de viagens internas no mesmo ano entre os países pesquisados.

Recentemente, a companhia JetSmart anunciou novos voos no Brasil, conectando o país com cidades da Argentina (Buenos Aires) e do Chile (Santiago), a partir de dezembro. Decisões que buscam maior conectividade aérea. Além disso, em julho, representantes do Ministério do Turismo participaram de encontro com integrantes do WTTC, onde discutiu-se, por exemplo, o interesse em atrair investimentos privados para o Brasil através do Portal de Investimentos. A iniciativa reúne um portfólio online de projetos voltados ao setor de turismo, com o objetivo de aproximar setores público e privado.

O relatório da WTTC revelou o impacto econômico e de emprego relacionados a viagens e turismo entre os anos de 2019 e 2021, apresentando um cenário positivo para a América Latina. A pesquisa mostra que, apesar dos impactos da crise sanitária da Covid-19, o ano de 2021 foi marcado por uma considerável recuperação. A América Latina demonstrou uma tendência de crescimento de 4% para os próximos dez anos, quase o dobro previsto para a economia da região no mesmo período, estimada em 2,3%.

Coluna Minas Turismo Gerais Jornalista Sérgio Moreira @sergiomoreira63 Informações para a coluna para sergio51moreira@bol.com.br