sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Novos voos entre Araguaína e Brasília iniciam neste domingo


O trajeto direto para capital do Brasil irá baratear a conexão com outros destinos em território nacional e internacional

Por Marcelo Martin - Foto: Marcos Sandes/Ascom


A partir deste domingo, 1º de setembro, Araguaína terá voos mais baratos para todo o Brasil. Isso porque a Gol Linhas Aéreas começará a operar voos diretos para Brasília, um dos principais centros de conexão para destinos nacionais e internacionais. Com exceção dos sábados e quartas-feiras, haverá linha cinco vezes por semana entre os dois municípios. Às 17h05 na rota Araguaína-Brasília e às 14 horas na rota Brasília-Araguaína, com duração estimada de 2h30 de voo.

De acordo com o secretário executivo de Desenvolvimento Econômico, Helter Dantas, os voos serão vendidos pela Gol, que detém autorização para pouso e decolagem em Brasília, e operados com aviões da Passaredo por meio de parceria entre as empresas. “É comum esse tipo de acordo entre as empresas, chama-se ‘Codeshare’. Para comprar a passagem é preciso acessar o site Voegol”, explicou. Serão 68 passagens disponíveis na aeronave ATR 72-600.

Dantas analisa ainda que a nova operação também contribuirá para o conforto dos passageiros locais e empresários que buscam investimentos em Araguaína. “Os preços estão melhores que o de outras cidades. Embarcar e desembarcar no aeroporto local nos fortalecerá junto às companhias aéreas que aqui operam e esse fator é muito importante para que novos investimentos venham a ser efetivados em nossa cidade”, analisou Dantas.

Aquecimento do mercado

Um dos maiores influenciadores do novo voo em Araguaína, o deputado federal Tiago Dimas, entende que o sucesso da rota depende da competitividade do mercado.

“Estamos de olho para que os preços sejam competitivos, pois só assim é que a maioria terá acesso e fará esse voo ter a lotação que precisa para continuar operando. Inclusive, a Gol nos confidenciou que, havendo sucesso neste novo voo, pode futuramente implantar uma operação com Boeing”, comentou.

CVC está entre as três marcas que mais crescem no Brasil

O ranking é organizado anualmente pela consultoria britânica Interbrand e publicado com exclusividade pela Revista Exame.
A CVC Tocantins oferece uma grande gama de produtos aos viajantes. Divulgação.
Uma das conclusões do estudo é que boa parte das marcas brasileiras que superaram os obstáculos de uma economia em crise têm uma estratégia em comum: a ampliação da oferta no interior do país. Este é o caso da empresa de turismo CVC. Segundo o estudo, a marca valorizou este ano em 21%, atingindo 627 milhões de reais, empatando com a locadora de automóveis Localiza e perdendo apenas para o varejista Magazine Luiza, que teve variação positiva de 46%. Somente no ano passado a CVC abriu 140 lojas no Brasil, e mais uma centena de pontos de venda deve ser inaugurado até o fim do ano.
Hoje a CVC é a maior operadora de turismo das Américas. E também a maior operadora e agência de viagens do Tocantins. Hoje a empresa tem sete lojas e mais um escritório que atende mais de 30 agentes autorizados a vender seus produtos no estado.  São 3 lojas em Palmas: Palmas Centro, na quadra 104 Sul, Shopping Capim Dourado e a mais nova no Extra Supermecado. Uma loja em Araguaína, uma loja em Gurupi, uma loja em Paraiso do Tocantins e uma loja em Porto Nacional.

O Master Franqueado da CVC no estado do Tocantins, Rodolfo Ferreira, disse que a primeira loja da empresa no estado foi aberta a 10 anos. “De lá para cá estudamos dia a dia o comportamento de consumo dos tocantinenses e procuramos oferecer qualidade e atendimento. Nosso empenho e estratégia é estar sempre próximo aos consumidores, procurando realizar a melhor experiência de viagem e que caiba no bolso de cada um”, revelou.

Maior demanda

Rodolfo disse que, “naturalmente, pelo nosso clima no Brasil, a maior demanda do tocantinense é para o Nordeste. Os destinos internacionais mais procurados são Estados Unidos / Caribe / Europa, aumentando muito a demanda por cruzeiros internacionais.

Produtos

A CVC oferece desde excursões rodoviárias saindo de todas as principais cidades, em datas especial como Réveillon, passagens aéreas, pacotes internacionais até realização de casamentos, intercâmbios etc.

quarta-feira, 28 de agosto de 2019

Turismo amigável é tema de conferência internacional na capital paulista

Seleucia Fontes

Abertura da Conferência

O turismo representa 10,4% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial e gera 100 milhões de empregos. Somente no Brasil, de acordo com o Ministério do Turismo, são 6,7 milhões de empregos e um PIB de 8,1%, mesmo em meio a uma economia recessiva.  A segmentação para atender os mais variados públicos é uma realidade, e neste contexto está inserido o conceito Gay Friendly, ou seja, receber sem preconceito este público cada vez mais desejado - em função do poder aquisitivo -, formado por uma boa parcela de gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros.

"Turismo LGBT não é turismo sexual", enfatizou o presidente da Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil, Ricardo Gomes, durante a abertura da Conferência Internacional da Diversidade e Turismo LGBT, realizada na Praça das Artes, em São Paulo, entre os dias 25 e 28 de agosto. O evento, que chegou a sua terceira edição, reuniu especialistas em turismo, cultura e mercado para discutir estas áreas a partir dos anseios e necessidades deste público.

A presença de representantes do poder público - governos dos estados da Bahia e São Paulo (Estado e Prefeitura) -, bem como Rio de Janeiro, Espanha, Peru, Normandia, Ilhas Seychelles, Noruega e Mônaco, sem contar o apoio de empresas aéreas e hotéis, revela o grande potencial econômico deste segmento. Países como Espanha, investem no Gay Friendly desde os anos de 1970 e comemoram os resultados, como ressaltou Juan Antonio Ruis Morales, do Escritório de Turismo espanhol em São Paulo. "Barcelona é um dos destinos preferidos da comunidade", citou, entre várias outras regiões que estão preparadas para receber públicos diversos.

O segmento de casamentos homoafetivos, um mercado que movimenta milhões e está em desenvolvimento no Brasil, também esteve em pauta, bem como o aumento de voos oferecidos Brasil-Chile ofertados pela empresa Sky e a experiência das redes de hotelaria Axel, Accor e Hard Rock.

O público presente também acompanhou o debate em torno do turismo para lésbicas, que trouxeram demandas diferenciadas. "Muitas lésbicas têm filhos e querem viajar com a família; também queremos turismo de experiência", revelou Merryn Johns, editora chefe da revista americana The Curve.

A American Airlines foi representada por Donna Rose, gerente de TI trans que deixou sua experiência de trabalho em uma empresa com política inclusiva. O tema inclusão voltou a ser discutido por representantes de empresas como a Siemens, AGCO, Chubb Brasil.

Apresentação de Donna Rose, da American Airlines

O último dia foi dedicado à cultura, especialmente sua importância para a formação de uma sociedade disposta a aceitar a diversidade. "A gente vive de cultura a vida inteira, e dentro deste universo existe a expressão artística. A arte é a expressão cultural mais completa", resumiu o diretor do Sesc São Paulo, Danilo Miranda.

Mesa redonda sobre cultura

ANAC autoriza a 5ª companhia aérea de baixo custo para operações no país


Nova low cost autorizada pela ANAC a atuar no país, a JetSmart quer ofertar rotas entre a Argentina e o Brasil

Divulgação

A subsidiária argentina da companhia aérea low cost JetSmart, de propriedade do fundo norte-americano Índigo Partners, recebeu autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para operação no país nesta terça-feira (27/08). A low cost pretende iniciar a operação de rotas internacionais partindo da Argentina para o Brasil.

Além da JetSmart, outras quatro empresas vieram para o País desde a desregulação da franquia de bagagem. Três empresas estrangeiras low cost já chegaram ao país: a europeia Norwegian, a chilena Sky Airlines e a argentina Flybondi.

Tocantins recebe o maior rally das Américas. MTur transmitirá imagens do roteiro

A 5ª etapa do Rally dos Sertões chega ao Tocantins nesta quarta-feira, 28, em Porto Nacional. Os participantes da prova percorrerão 475 km até São Félix do Tocantins, no Jalapão.

Fotos: Divulgação. Pedra Furada, Jalapão, Tocantins.

“Estamos muito honrados em receber mais uma edição do Rally dos Sertões, um evento grandioso e reconhecido internacionalmente, que nos oportunizará mostrar as nossas belezas e encantos, atraindo turistas que acompanham toda a maratona, o que contribuirá para divulgar não só os roteiros turísticos, como também oxigenar a economia local, gerando emprego e renda para a população”, explicou o presidente da Adetuc, Tom Lyra, ressaltando que, graças ao empenho do governador Mauro Carlesse, o Sertões retorna ao estado. A prova não passava pelo Tocantins desde 2016.

Durante o trajeto, graças a uma parceria com a organização da prova, o Ministério do Turismo vai transmitir imagens do roteiro pelas suas redes sociais, abordando as características únicas dos locais percorridos. O objetivo é aproveitar o evento para divulgar os atrativos do percurso, incentivando a procura de destinos. A prova também vai passar por Mato Grosso, Goiás, Tocantins e Piauí, em meio a cenários únicos de dunas, desertos e cânions, terminando no dia 1º de setembro na cidade de Aquiraz (CE).


O rally, que terá a duração de oito dia, contados a partir de sábado (24), permitirá os amantes da cultura off-road e interessados em conhecer belezas ainda pouco exploradas do Brasil ter diversão garantida. A cidade de Campo Grande (MS) foi palco da largada da 27ª edição do Sertões, segundo maior rally do mundo, atrás apenas do mítico Dakar, que vai percorrer mais de 4.700 quilômetros pelo interior do país, com a participação de 300 pilotos nacionais e internacionais de carros, motos, quadriciclos e UTVs (uma espécie de buggy moderno).


A caravana envolve quase 2 mil pessoas, entre competidores, mecânicos e convidados, que movimenta hotéis, restaurantes e postos de combustíveis e provoca forte impacto nas economia locais. O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, que participará da largada, comemora a chance de despertar o interesse por destinos nacionais. “Somos o primeiro país do mundo em atrativos naturais, e o Sertões vai popularizar as maravilhas que o Brasil oferece e que, muitas vezes, nós mesmos não conhecemos bem”, salienta.


O rally também permite que turistas acompanhem a competição, viajando a bordo de veículos 4x4, categoria chamada neste ano de “Expedição Sertões”. O CEO do evento, Joaquim Monteiro, ressalta que, além do esporte, a prova busca evidenciar as riquezas turísticas do Brasil. “O DNA do Sertões é revelar novos destinos, além dos tradicionais. Um exemplo é o Jalapão, no Tocantins, que o rally ajudou a colocar no mapa turístico do país. A cada ano, a gente quer revelar um tesouro brasileiro”, explica.


Uma das integrantes da Expedição é a engenheira mecânica carioca Cristina Pinho (60), que, juntamente com o marido, vai conduzir um veículo 4x4 pela primeira vez no Sertões. Cristina, que já acumula a experiência de outras quatro expedições do tipo no país, aponta o apreço por desafios como uma das motivações. “Gosto muito de aventura, e a gente vai percorrer belezas que não se conhece numa excursão normal. Minha maior expectativa é o Jalapão e um parque no Piauí que pouca gente conhece”, comenta.

Ao longo da competição, uma press trip organizada pelo Ministério do Turismo vai promover a divulgação de atrativos do percurso por jornalistas convidados. Duas caminhonetes ficarão à disposição das equipes de comunicação, que vão se revezar em etapas durante o trajeto. Todos os bastidores do trabalho poderão ser conferidos por meio das redes sociais do MTur, a exemplo do Facebook e do Twitter, além do site oficial do evento, o http://sertoes.com/.

ASSISTÊNCIA

O rally promove ainda um dos maiores programas de responsabilidade socioambiental entre competições do gênero no mundo. Por meio do projeto Saúde e Alegria no Sertões, médicos voluntários realizam atendimentos dermatológicos, ginecológicos, oftalmológicos e odontológicos a moradores do percurso, com o auxílio de duas carretas adaptadas e o posterior acompanhamento de pacientes. A preservação ambiental também é uma das preocupações, com o recolhimento de todo o lixo gerado pela competição.

HISTÓRICO

O primeiro evento da série ocorreu em 1991, ainda com o nome de Rally São Francisco. A prova, aberta na época apenas para motos, cruzou o interior do país partindo de Ribeirão Preto (SP) e chegando a Maceió (AL). O resultado da competição depende da soma dos tempos que os pilotos precisam cumprir para completar cada uma das provas, sendo que as equipes conhecem o caminho que irão percorrer apenas no dia anterior e precisam navegar para conseguir trilhar o caminho correto. (Com informações da Agência de Notícias do Turismo)

terça-feira, 27 de agosto de 2019

Exclusivo! A Zurique barata que você precisa conhecer


Por Ana Carolina Pires, jornalista e consultora de viagens pela Europa. Contato:+41 76 702 13 53

Segundo a revista britânica  The Economist, Zurique é a quarta cidade mais cara do mundo tanto para viver quanto para visitar. A fama assusta, mas existem maneiras econômicas de conhecer a cidade sem gastar muito.

Fotos Ana Carolina Pires

Primeira dica para qualquer viajante econômico, é explorar o que é grátis. Um passeio pelo centro histórico não custa nada, beber a água fresquinha das mais de 1000 fontes de água potável da cidade também não! 


O transporte pode parecer caro (8.80 Francos por dia), mas dá acesso a trem, ônibus, bondinho e barco! O passeio pelo rio Limmat e pelo Lago de Zurique (até o ponto “Casino”) está incluso. 

Quando a fome apertar, os preços dos restaurantes podem assustar, mas os locais também precisam comer, não é mesmo? Onde eles comem?  - Nos restaurantes ou take away das duas maiores redes de supermercado da Suíça: Migros e Coop, além, é claro, do famoso picnic. Nos restaurantes em questão, o prato do dia custa entre 9 e 13 Francos, uma pechincha para os padrões suíços. 



Para uma comida regional “raiz”, é indicada a visita ao Sternen Grill, um restaurante de comida rápida que é quase um instituição de Zurique. Aberto desde 1963, vende a famosa St. Galler Bratwurst (linguiça St Gallen) com pão e mostarda por 7.50 Francos. Difícil encontrar alguma comida de rua mais típica que essa. 

Os hotéis também costumam ser um empecilho para quem quer visitar a cidade, mas é possível encontrar exceções acessíveis com diárias em torno de 110 Francos para duas pessoas. Nas cidades em torno de Zurique com excelente acesso ao centro histórico (20 minutos de transporte público), é possível encontrar opções por até 70 Francos a diária.

Pensando em quem quer aproveitar Zurique ao máximo, sem prejudicar o budget, fizemos uma sugestão de roteiro para 1 dia:

Baixe o mapa off-line de Zurique, ninguém quer perder tempo desorientado pela cidade. 


Comece pela estação central de Zurique. A própria estação é um ponto turístico. A imponente construção é a maior e mais movimentada estação de trem da Suíça. De lá, caminhe em direção a Bahnhofstrasse, uma das ruas de compras mais famosas do mundo com boutiques de marcas como Prada, Louis Vuitton e Benetton entre outras. 


Você pode caminhar até Paradeplatz (cerca de um quilômetro) ou pegar o tram 7, 11 ou 13 no início da Bahnhofstrasse (também incluso no seu passe diário). Aos sábados e domingos, às 11 horas, parte da Paradeplatz uma excursão gratuita em inglês pela cidade velha. Ainda que você não fale inglês, vale a pena acompanhar o grupo pelas ruas da cidade. 


O roteiro é excelente e leva apenas uma hora e meia. Você terá a oportunidade de conhecer as principais igrejas de Zurique (Fraumünser e Grossmünster) além de Lindenhof, praça de onde se tem uma excelente vista do Limmat e da cidade velha, que também entra no roteiro do passeio.









Hora do almoço. Se quiser economizar ao máximo, vá até Stutssihofstatt 6 e saboreie um delicioso sanduíche ou um belo quiche no Essbar Frisch von Gestern. Os produtos têm excelente preço e vêm das melhores padarias da cidade, mas são “de ontem” e por isso saem bem em conta.



Se preferir comer algo típico, pegue um tram em direção a Bellevue. Em frente à estação está o tradicional Sternen Grill, com opções deliciosas, típicas e, melhor ainda, que cabem no bolso! 


De sobremesa, nada melhor do que experimentar a melhor trufa da cidade, na Sprungli de Stadelhofen, uns 500 metros de distância. A trufa é cobrada por peso. Uma sai em média1,10 Fr.


 Recarregadas as baterias, é hora de conhecer a Sechseläutenplatz, local de encontro dos locais na primavera/verão e de eventos populares. A Ópera de Zurique fica na praça. O prédio imponente é belíssimo. Dois sábados por mês, a Opera oferece um tour por 10 Francos. Começa às 14h com duração de uma hora e meia. Assim é possível conhecer a alfaiataria, o figurino e máscaras usadas durante as apresentações, tendo uma visão ampla dos bastidores e do palco da Opernhaus.


Agora é atravessar a rua e começar a explorar a orla da cidade. Em dias de sol, o calçadão (Lake Promenade) ganha vida com artistas de rua. Show de graça para todos os gostos!  


O calçadão segue por 1,5km até o China Garten. A caminhada é fácil e super agradável, mas se a preguiça bater, depois de alimentar os cisnes e curtir a vista na parte inicial do Lake Promenade, você pode pegar o ônibus 912 ou 916 até a parada China Garten e conhecer o que chamamos de praia de Zurique. 


 Na hora de retornar, pegue um barco até Bürkliplatz. O passeio de barco também está incluso no passe de transporte diario. Daí é escolher um banquinho e apreciar o por do Sol na beira do Lago de Zurique.


Para finalizar o dia, nada melhor do que comer o típico fondeu de queijo em Niederdorf no restaurante Swiss Chuchi, um dos mais tradicionais da cidade. Para chegar até ele você pode fazer uma pequena caminhada de aproximadamente um quilômetro ou pegar o tram 11 até Belleveu e trocar pelo 4 ou 15 até Rathaus. 

Planejando a sua viagem:

Para reservar tickets para a excursão pela Operhaus: https://www.opernhaus.ch/en/service/guided-tours/

InformaCoes sobre o tour gratuito pela cidade velha de Zurique: https://www.freewalk.ch/swiss/

Restaurante Sternen Grill: Theaterstrasse 22, 8001 Zürich

Swiss Chuchi: Rosengasse 10, 8001 Zürich

Hotéis com preços acessíveis:

Ibis Zurich Budget Messe Aeroporto



Albergue da Juventude: 




sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Jornalistas de Turismo visitam obras e atrativos turísticos de Salvador 

Por Suzana Barros, Abrajet Tocantins
Fotos João Ramid, Abrajet Pará


Palestras, visitas a obras de infraestrutura e city tour a pontos turísticos de Salvador marcaram o segundo dia do II Encontro Internacional de Jornalistas de Turismo. Na manhã de sexta-feira, 23, o secretário municipal de Turismo, Cláudio Tinoco, recebeu os integrantes do evento, na obra do Centro de Convenções da Bahia, em construção no bairro Boca do Rio.

Previsto para ser entregue em dezembro deste ano, o Centro de Convenções está  com 65% de obra concluída. Terá capacidade para abrigar 14 mil pessoas internamente e cerca de 20 mil, na área externa. Espaços para shows, auditórios, salões e salas, compõem a arquitetura do lugar.

"Esse equipamento, com certeza, vai recuperar a nossa capacidade de realizar grandes eventos e, dessa forma, dar uma nova guinada no Turismo em Salvador", disse Tinoco, referindo-se ao empreendimento de cerca de cinco mil metros quadrados para exposições.

O grupo de jornalistas foi acompanhado pelo presidente da Abrajet Bahia,  Gorgônio Loureiro; da Abrajet Nacional, Evandro Novac;  do diretor de Relações Interinstitucionais  do Ministério do Turismo, Bob Santos, e do presidente da Confraria de Turismo, Carlos Casaes.

City Tour

Iniciado pela orla marítima da Capital, os profissionais de Turismo conheceram o Hotel Fasano, mais novo empreendimento da rede hoteleira do Centro Histórico de Salvador.

Também visitaram o Memorial e Santuário Irmã Dulce,  seguindo para Basílica e Santuário Senhor do Bonfim.  O city tour foi guiado pela presidente do Sindicato de Guias de Turismo do Estado da Bahia,  Silvana Rós.

Jornalistas debatem política de estado para o turismo no Brasil

Os participantes do II Encontro Internacional de Jornalistas de Turismo, que acontece no Quality, em Salvador, debateram na manhã desta sexta-feira, 23, uma política de estado para o turismo no Brasil.

O secretário de Relações Interinstitucionais do Ministério do Turismo, Bob Santos, abriu a programação, relatando as ações de sua área para a estruturação de uma política pública que resultem no fortalecimento dos destinos turísticos do país e atração de visitantes de outros paises.

Entre essas ações estão a politica de liberação de vistos para turistas de paises grandes emissores de turistas para país, privatização de parques nacionais, cobrança de bagagens em viagens aéreas, atração de novas empresas aéreas, incentivos ao turismo interno, entre outras.

Em seguida, Ana Paula Almeida, coordenadora de Turismo e Economia Criativa do Sebrae da Bahia, apresentou os trabalhos realizados pelo órgão, com destaque para o fortalecimento das instancias de governança  das regiões  turísticas do estado. Até 2017, apenas Itacaré  e Porto Seguro tinham Conselho  Municipal de Turismo funcionando. Hoje são  13 destinos turisticos com Conselho Municipal de Turismo instalados.

As atividades da manhã encerraram com uma visita técnica ao novo Centro de Convenções de Salvador, que está sendp construído pela prefeitura municipal

quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Palestras e discussões marcam II Encontro Internacional de Jornalistas em Salvador

Suzana Barros


O II Encontro de Jornalistas de Turismo  provocou, nesta quarta, 22, discussões e palestras sobre o segmento. Dentre elas, "O Turismo e Economia Criativa" e "A Importância da Mídia de Bordo na Escolha do Destino". O evento foi no Hotel Quality São  Salvador.

A economia criativa no Turismo foi abordada pelo ex-secretário de Turismo da Bahia, presidente do Instituto Pensar, pesquisador e estudioso, Domingos Leonelli.

Leonelli destacou que o conceito ainda está em construção e que envolve diversos setores. Ressaltou o crescimento do mercado brasileiro criativo, apesar do pouco incentivo dos Governos e da falta de leis e políticas públicas de incentivo. Enfatizou que a economia criativa é um desafio promissor, que pode garantir a sustentabilidade econômica do País,  dos Estados e dos municípios.

Mídia de Bordo

Outro painel foi exposto numa conversa entre os jornalistas Andréa Magalhães, editora da revista Viagens S/A, e Rafael Bahia, da revista de bordo Vamos Latam.  Ambos relataram sobre a importância da mídia de bordo na escolha do destino.

Os comentários giraram em torno da definição da pauta, dos destinos e atrativos abordados nos dois veículos. Além dos destinos, ressaltaram o destaque dado à cultura e às experiências que podem ser vivenciadas nas viagens pelos turistas.

Realização

O II Encontro Internacional de Jornalistas de Turismo é uma realização da Abrajet-Bahia, organizado pelo FICET – Fórum Internacional de Comunicação, Ecologia e Turismo. Tem  apoio da Secretaria de Turismo do Estado da Bahia (Setur), Secretaria de Cultura e Turismo de Salvador (Secult), Salvador Destination, Vinci Airport – empresa administradora do aeroporto de Salvador, Sebrae, CBTUR, ABIH-BA,  Fecomércio-BA e  BEPTUR.

Bahia reúne jornalistas no II Congresso Internacional


Texto e fotos Suzana Barros


Dezenas de jornalistas nacionais e internacionais, reuniram -se  a autoridades do trade  turístico da Bahia  na abertura do II Encontro Internacional de Jornalismo, na manhã desta quinta, 22. Com o tema "Na Terra e no ar, muita história pra contar", foi realizado em um dos auditórios do Hotel Quality São Salvador. 

A abertura foi coordenada pelo presidente da Abrajet Salvador e organizador do evento, Gorgônio Loureiro. As formalidades e agradecimentos aos apoiadores foram seguidas de palestras e apresentações relacionadas à temática do Encontro. 
O secretário Municipal de Turismo de Salvador,  Cláudio Tinoco, deu as boas-vindas aos participantes. Falou da situação e investimentos da Prefeitura no setor nos últimos e para os próximos anos. 
Apresentou, dentre eles, os projetos do novo Centro de Convenções e de mais cinco quilômetros de orla praiana a serem concluída até o final deste mandato municipal.  

ENCONTRO E PRÊMIO PARÁ 

A abrajeteana Chistina Hayne fez a divulgação do  I Encontro Brasil Amazônia de Comunicação e Turismo, a ser realizado este ano em Belém, no período de 16 a 18 de novembro, e do Prêmio de Jornalismo Comendador Marques dos Reis. Uma realização da Abrajet Pará, a quinta edição do prêmio recebe inscrições até o dia 31 de outubro. Mais informações no site da instituição www.abrajetpara.com.brwww.encomtur2019.com.br..

quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Entidades do trade se unem para criar a Casa do turismo do Tocantins


Um grupo de entidades do trade turístico do Tocantins se uniu em torno de um objetivo comum: Criar a Casa do Turismo, visando o fortalecimento das bases do setor e a defesa conjunta e contínua do segmento.


Em busca de conseguir uma sede para a Casa do Turismo, um grupo de entidade esteve com o presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), Tom Lyra. O local pretendido, um imóvel de propriedade do estado na Praia da Graciosa, será ocupado pela Adetuc. Foi o que informou Tom Lyra.

Outra alternativa é tentar uma parceria com a Prefeitura de Palmas, para conseguir autorização de uso por comodato de um quiosque na Praia da Graciosa. Os líderes do movimento estão solicitando uma audiência com a prefeita Cíntia Ribeiro e o presidente da Agência de Turismo da capital, Eudes Assis, para tratar do assunto.

Estiveram com o presidente da Adetuc as seguintes entidades:
ABAV-TO - Associação Brasileira de Agências de Viagens -  MARCELO PERIM; ATTR - Associação Tocantinense de Turismo Receptivo – ALEX SIQUEIRA; APROTUR - Associação dos Profissionais de Turismo do Tocantins - JOAO MARCELO SANCHES PARENTE, e a ABLA - Associação Brasileira de Locadoras Automóveis - CLEIDE BRANDÃO.

Casa do Turismo

COMO, ONDE E PORQUE?

A Casa do Turismo foi idealizada e será construída através da interação, planejamento e esforço das entidades representativas do setor privado do Trade turístico do Tocantins, sendo viabilizada por meio dessa união de forças. A sede da Casa do Turismo será construída na cidade de Palmas – TO, na praia da graciosa às margens do Lago de Palmas, local de grande circulação de turistas e um dos cartões postais do Estado. Depois de identificadas as necessidades de fortalecimento das bases do setor e a defesa conjunta e contínua do segmento, as entidades representativas resolveram iniciar o projeto da Casa do Turismo.

FORTALECENDO AS BASES

O fortalecimento das bases se dará através da criação dos centros integrados de treinamento, desenvolvidos para atender necessidades específicas levantadas pelas entidades representativas através de seus associados. O objetivo dessas ações é a criação do selo de qualidade no atendimento ao turista, que será classificado de acordo com pesquisa de satisfação em cada empreendimento envolvido no atendimento ao turista, desde a sua chegada até o seu retorno.

EM DEFESA DO TURISMO

A defesa do segmento se dará pela união de forças das entidades, que concentrarão esforços para apresentar as demandas do Trade, ocupando cadeira consultiva e fiscalizadora junto aos investimentos públicos demandados pelo setor. O resultado esperado com essa ação é a construção de um planejamento estratégico de longo prazo, definindo metas, prazos e objetivos a serem alcançados.

ATENDIMENTO A SOCIEDADE

A Casa do Turismo será um local de grande visibilidade e destaque como cartão postal da cidade, reconhecido pela captação de eventos, atração de investimentos públicos e privados, capacitação e treinamento dos agentes envolvidos. Além de espaço de convivência e troca de experiências dos associados à Casa do Turismo será um ponto de referência de informações turísticas. O bônus à sociedade se dará pela geração de novos postos de trabalho e atração de recursos para o Estado.

ENTIDADES PARTICIPANTES:

Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV-TO) – 04.749.970/0001-45; Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (ABRASEL-TO) – 07.361.668/0001-03; Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-TO) – 04.096.520/0001-09; Convention & Visitors Bureau de Palmas (CVBPALMAS) – 10.403.201/0001-93/ Associação Brasileira dos Jornalistas de Turismo (ABRAJET-TO) – 01.083.282/0001-09; Associação dos Profissionais de Turismo do Tocantins (APROTUR) – 04.538.824/0001-70; e Associação Tocantinense de Vôo Livre (ATVL) – 07.171.512/0001-60.

terça-feira, 20 de agosto de 2019

Membros do Fórum Estadual do Turismo se reúnem para discutir ações no Estado


Texto e foto: Wladimir Machado
Os membros do Fórum Estadual do Turismo (Foestur) participaram da 76ª reunião ordinária, realizada nesta terça-feira, 20, na sede da Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc). 
A reunião foi conduzida pelo presidente da Adetuc e do Foestur, Tom Lyra, que apresentou um balanço das ações do órgão no primeiro semestre.
A reunião foi conduzida pelo presidente da Adetuc e do Foestur, Tom Lyra, que apresentou um balanço das ações do órgão no primeiro semestre, a exemplo da viagem que realizou ao exterior em busca de investidores para o setor de turismo no Tocantins e as parcerias do Governo do Estado na realização de eventos esportivos como o Bota pra Correr, Rally Aéreo e Rally dos Sertões, todos no Jalapão.
Lembrou do lançamento do programa Investe Turismo, em Palmas, que contou com a presença do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, e a visita do presidente da Embratur ao Estado, Gilson Machado Neto.  
Tom Lyra também apresentou os resultados positivos referentes a primeira edição do projeto Sexta Cultural, que acorreu no último dia 16 de agosto em Palmas, aproveitando o momento para convidar os membros do colegiado para participarem da próxima edição que ocorrerá no dia 30 de agosto.
O presidente da Adetuc destacou a importância do colegiado para sua gestão, por reunir representantes do trade que compõem toda a cadeia do turismo do Estado, visando unir ideias, projetos e esforços para fortalecer e desenvolver o turismo, gerando emprego e renda para sociedade, conforme preconiza o governador Mauro Carlesse.
Na oportunidade, foram divulgados a agenda de eventos ligado ao setor, a exemplo da 47ª ABAV - Expo Internacional de Turismo e o 52º Encontro Comercial Braztoa, que ocorrerá em São Paulo, entre os dias 25 e 27 de setembro. Outro assunto abordado foi sobre o projeto para realização do Salão Estadual de Turismo, previsto para ocorrer no mês de novembro, em Palmas.
No encontro, também foi discutido e criada a Câmara Técnica da Pesca Esportiva, que tratará de questões relacionadas às políticas e ações do setor, a fim de fomentar a atividade no Tocantins.
Foestur
O Fórum é um órgão colegiado, de caráter consultivo, com a finalidade de sugerir diretrizes para o desenvolvimento turístico. Tem por objetivo atuar, contribuir e acompanhar a definição de políticas públicas e iniciativas que promovam o fortalecimento sustentável da cadeia produtiva do turismo no Tocantins.
Participantes
Participaram da reunião os representantes da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih), Associação Brasileira dos Jornalistas de Turismo (Abrajet), Associação dos Profissionais de Turismo do Tocantins (Aprotur), Agência Municipal de Turismo de Palmas (Agtur), Associação Brasileira Bacharéis de Turismo (ABBTUR), Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV).
E ainda: Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), Instituto Federal do Tocantins (IFTO), técnicos da Adetuc, além do Serviço Social do Comércio (Sesc) e representante do Fórum Regional das Serras Gerais e do Fórum Regional de Encantos do Jalapão.



Encontro Internacional de Jornalistas de Turismo em Salvador


Por Sérgio Moreira



Salvador irá sediar, pela segunda vez consecutiva, mais um evento reunindo profissionais de comunicação do Brasil e exterior. Trata-se do II Encontro Internacional de Jornalistas de Turismo, que acontecerá entre os dias 22 e 25 de agosto, no Hotel Quality São Salvador, localizado no bairro do Stiep. “Na Terra ou no Ar, Muita História pra Contar” é o tema do evento. O objetivo do Encontro é discutir a economia criativa no Turismo e a influência da mídia de bordo na escolha do destino.

O Ministério do Turismo marcar presença no Encontro, com o secretário nacional de Integração Interinstitucional do MTur, Bob Santos. Ele irá falar sobre a relação do órgão com a imprensa especializada e abordar as ações do Ministério para fomentar o crescimento da atividade turística no País.


O ex-secretário de Turismo da Bahia, presidente do Instituto Pensar, pesquisador e estudioso Domingos Leonelli, será um dos palestrantes do Encontro abordando o “Turismo na Economia Criativa”. “A Importância da Mídia de Bordo na Escolha do Destino”, outro painel do evento, terá como debatedoras a jornalista Andréa Magalhães, editora paulista da revista Viagens S/A, e Rafael Bahia, jornalista da plataforma de bordo Vamos Latan.

Outro convidado do Encontro é o Jornalista Roque Baudean Presidente del Círculo de Periodistas de Turismo de Uruguay-CIPETUR- e Vice Presidente para assuntos internacionais do Forum Iberoamericano de Periodistas de Turismo sobre o Panorama do Jornalismo de Turismo no Uruguai.

Hotel Quality Salvador, onde será realizado o evento

Os participantes do II Encontro Internacional de Jornalistas de Turismo também terão a oportunidade de acompanhar e viver as emoções da Regata Aratu-Maragogipe no dia 24, que percorrerá a Baía de Todos-os-Santos comemorando a 50ª edição e com cerca de 200 barcos de velejadores brasileiros e internacionais na competição. Os jornalistas também visitarão os municípios de Maragogipe e Cachoeira.

O II Encontro Internacional de Jornalistas de Turismo é uma realização da Abrajet-Bahia, organizado pelo FICET – Fórum Internacional de Comunicação, Ecologia e Turismo, com o apoio da Secretaria de Turismo do Estado da Bahia (Setur), Secretaria de Cultura e Turismo de Salvador (Secult), Salvador Destination, Vinci Airport – empresa administradora do aeroporto de Salvador, Sebrae, CBTUR, ABIH-Ba, Fecomércio-Ba e BEPTUR. Para mais informações e inscrições acesse https://abrajetba.wixsite.com/encontro2

Semana do Brasil

A Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA) convida seus filiados e parceiros a participar da campanha "Semana do Brasil", que será realizada entre 6 e 15 de setembro. A iniciativa do Poder Público quer incentivar o setor privado a fazer promoções especiais e oferecer descontos. O objetivo é movimentar os segmentos de turismo e alimentação fora do lar.



O potencial do turismo brasileiro é enorme para atrair turista do país e exterior.  A FBHA acredita que a união de todos em torno da campanha ajudará a elevar o turismo interno, estimulando o comércio e a economia do país. O convite do Governo é extensivo a outros setores da economia brasileira.

Coluna Minas Turismo Gerais jornalista Sérgio Moreira   informações para sergio51moreira@bol.com.br