Sebrae maio 1

Sebrae maio 1
Consultores

segunda-feira, 29 de abril de 2019

Brasil emplaca finalista em concurso mundial de startups de turismo e gastronomia


1º Concurso Global Startup de Turismo Gastronômico, organizado pela Organização Mundial do Turismo (OMT), tem a brasileira Dinneer.com entre os 20 projetos selecionados

Comida brasileira revela a "alma" do país. Na foto, o arroz de cuxá, prato típico da culinária nordestina. Foto: Roberto Castro/MTur

A startup brasileira Dinneer.com (https://www.dinneer.com) é a única representante brasileira selecionada entre os 20 finalistas do 1º Concurso Global Startup de Turismo Gastronômico, organizado pela Organização Mundial do Turismo (OMT). O certame internacional registrou mais de 300 inscritos de 84 países, que foram avaliados por especialistas do setor de Viagens e Turismo.
A proposta da Dinneer.com é conectar pessoas em busca de experiências gastronômicas únicas, colocando à disposição, em uma plataforma online, 4 mil anfitriões apaixonados pela arte de cozinhar e de bem receber em 49 países – no Brasil, a iniciativa já chega a cerca de 300 cidades. Eles abrem as portas de suas casas para recepcionar pessoas que querem mais que um bom jantar ou uma refeição. O projeto passa, agora, para o rol dos que contribuem à inovação no turismo gastronômico no mundo.
O conceito de economia compartilhada está em alta no setor, seguindo uma tendência mundial. O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, destaca a importância da gastronomia como ativo do turismo brasileiro. “Esse reconhecimento global revela a importância do empreendedorismo no turismo e estimula a inovação, trazendo soluções criativas para o setor. Mostra também que o turismo contribui para o desenvolvimento sustentável da economia, oferecendo experiências culturais ímpares, como a ideia de compartilhar um jantar, um piquenique ou um momento de gastronomia regional com anfitriões que têm o bem receber no DNA”, avalia.
A gastronomia brasileira é aprovada por 95% dos estrangeiros que visitam o país, segundo pesquisa de satisfação do turista estrangeiro realizada pelo Ministério do Turismo. “É um segmento dinâmico e criativo. Além de diversificar a oferta turística, a gastronomia é um diferencial competitivo, que promove os destinos e desenvolve a economia regional”, acrescenta.
Natural de Campo Grande (MS), o criador da plataforma online, Flávio Estevam, iniciou a startup em 2015 com objetivo de unir pessoas que amam cozinhar e receber visitas em casa. Aí estão também turistas à procura de experiências gastronômicas regionais e com a cara do Brasil.
Ele ressalta que um dos diferenciais do turismo do Brasil é a gastronomia e que espera inspirar outros projetos que ajudem o país a decolar no setor de Viagens. "Esse negócio nasceu no Brasil e pode ser até um exemplo para outros empreendedores criarem outras soluções de turismo que tragam impacto para o país", disse o idealizador que aproxima turistas e a cultura local através da gastronomia.
Além da possibilidade de jantar na casa de um morador local, existem milhares de brasileiros morando no exterior e promovendo a culinária brasileira lá fora. A plataforma tem também, por exemplo, baianos em São Paulo, mineiros em Alagoas, gaúchos no Rio de Janeiro e paraenses em Santa Catarina. Todos eles fazem de suas casas verdadeiras embaixadas gastronômicas regionais, onde revelam seus costumes, hábitos e valores culturais de seus estados e países de origem.
O personal chef Fábio Marques, de Brasília, é um dos anfitriões do Dinneer.com. Engenheiro de formação, mudou a rota da carreira durante um intercâmbio no exterior, e de lá pra cá se apaixonou pelo caminho da culinária. “É muito bom receber turistas que colocam a minha cozinha na rota deles”, comemora.

Chef Fábio Marques, de Brasília, está entre os anfitriões da plataforma. Na foto, ele prepara jantar tipicamente mineiro, que inclui pão de queijo recheado com carne suína. Divulgação/MTur

SOBRE O CONCURSO - Participaram do concurso internacional startups de países de culinária renomada como Japão, Espanha, Israel, Itália, Singapura, Tailândia, Colômbia, República Checa, Ilhas Maurício e Líbano. O vencedor será anunciado no 5º Fórum Mundial de Turismo Gastronômico, de 2 a 3 de maio, em San Sebastián, na Espanha. O concurso da OMT é realizado em parceria com o Centro Culinário Basco.
A premiação é direcionada para o reconhecimento de soluções e novas tecnologias que integrem turismo e gastronomia, além de projetos de desenvolvimento do turismo baseados na comunidade. São iniciativas de software e projetos de sustentabilidade, voltados para a inovação, contribuindo para o avanço dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU). Para a ONU, o turismo é uma das alternativas para redução da pobreza. (Agência de Notícias do Turismo)


Mercosul unido pela força econômica do Turismo


Em encontro na Argentina, ministros pactuam execução coordenada de ações que favoreçam a integração de destinos do bloco

Ministros do Turismo do bloco se reuniram em Puerto Iguazú. Foto: Roberto Castro/MTur

Promoção conjunta em mercados distantes, estímulo ao fluxo de visitantes estrangeiros e aprimoramento da conectividade regional. Estes foram alguns dos assuntos tratados durante a XXII Reunião de Ministros de Turismo do Mercosul, realizada nesta sexta-feira (26) em Puerto Iguazú, na Argentina, e que reuniu representantes de países integrantes e associados ao bloco, como a própria Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai, Bolívia e Chile.
O encontro pactuou compromissos como a formulação de uma estratégia de divulgação de atrativos, com oferta de roteiros integrados e o envolvimento dos setores público e privado. Também foram acertadas ações voltadas à facilitação do trânsito de viajantes, a partir de políticas fronteiriças coordenadas, além do planejamento de uma rede aérea e fluvial que potencialize o aproveitamento de destinos turísticos.
Presente, o ministro do Turismo brasileiro, Marcelo Álvaro Antônio, destacou o empenho do Brasil por avanços. “O Brasil vive um momento novo com o presidente Bolsonaro. O turismo no Brasil agora está entre as prioridades, no centro da agenda econômica. E queremos integração, por exemplo, na conectividade aérea. A meta é trabalhar essa cooperação de forma inteligente, para que a gente consiga, sobretudo, trazer viajantes mais distantes para fazer rotas integradas”, declarou.
Sobre turismo náutico, o ministro informou que o Brasil estuda a integração de rotas marítimas e fluviais. Ele ressaltou que já há uma política de redução de taxas portuárias e que os vistos de trabalho para trabalhadores de cruzeiros, que eram de 90 dias, passaram a ter prazo de 180 dias. O ministro apontou, ainda, uma série de ações para facilitar a vinda de embarcações ao país e que pretende trabalhar a integração com a América do Sul pela facilitação da chegada de navios.
Marcelo Antônio anunciou também que fará gestões junto ao BID para viabilizar o financiamento de ações de infraestrutura destinadas à consolidação do Caminho das Missões Jesuíticas, roteiro religioso que une vários países do Mercosul e já é considerado um dos principais produtos turísticos do bloco econômico. Ele lembrou, ainda, que o Brasil instituiu a Política de Gestão Turística do Patrimônio Mundial Cultural e Natural, que contempla a Rota dos Jesuítas no Brasil.
O secretário de Governo de Turismo da Argentina, Gustavo Santos, elogiou a disposição brasileira e enalteceu o potencial da rota para a atração de visitantes, conclamando os ministros a trabalhar pela sua divulgação. “Este é um produto turístico muito importante, que reúne vários atrativos do Mercosul. A gastronomia, por exemplo, é um dos produtos da região missioneira. O turismo fluvial também tem grande potencial, temos que trabalhar junto para reforçar o fluxo de cruzeiros”, sustentou.
Na reunião, os ministros também firmaram apoio à candidatura conjunta de Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai como sede da Copa do Mundo de 2030, como forma de incrementar o turismo e a economia macrorregional. (Agência de Notícias do Turismo)

sexta-feira, 26 de abril de 2019

Passaredo inicia voo noturno de Guarulhos para Araguaína

A companhia já faz um voo diário no mesmo itinerário, durante o dia. O novo voo foi possível após o Governo do Estado reduzir a base de cálculo do ICMS no querosene de aviação

Divulgação

A companhia Passaredo Linhas Aéreas disponibiliza a partir desta sexta-feira, 26, um voo noturno ligando Araguaína a Guarulhos, São Paulo. O pedido de autorização da nova rota foi feito na semana passada à Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e já foi liberado.
O voo diário noturno sairá de Guarulhos 18:50 e terá escalas em Ribeirão Preto-SP, Goiânia-GO e Palmas-TO, chegando a Araguaína à 01:50, retornando à 03:30. Atualmente, Araguaína tem apenas um voo por dia, também da Passaredo, para o mesmo destino, operado no período da tarde.
O novo voo é mais um resultado positivo alcançado pelo governador Mauro Carlesse, que enviou à Assembleia Legislativa e sancionou a Lei nº 3.439, que prevê a redução da base de cálculo do ICMS no querosene de aviação. A alíquota, que era de 14%, passa a ser reduzida de forma progressiva até 3%, conforme os investimentos das empresas aéreas na aviação comercial dentro do Estado.
Recentemente, a Azul assinou com o Governo do Estado Termo de Acordo de Regime Especial (TARE), comprometendo-se a abrir um voo direto de Palmas para Recife, que começará a operar em julho deste ano. As passagens já estão à venda no site da empresa.

Cinque Terre, Itália: Patrimônio da Humanidade!


Cinque Terre é um parque nacional italiano formado por cinco vilas: Monterosso al Mare, Vernazza, Corniglia, Manarola e Riomaggiore. As cinco cidades coloridas são construídas explorando as montanhas que circundam o mar. Embora o destino seja muito querido na primavera e no verão, nós escolhemos visitá-lo no inverno aproveitando as temperaturas amenas e evitando as multidões.

Por Ana Carolina Pires, de Zurich Switzerland      
Fotos: Ênio Salgado e Ana Pires




Após pesquisarmos, vimos que o acesso mais fácil às cidades seria de trem saindo da estação central de La Spezia, onde se pode comprar o passe “Cinque Terre”, que vale por um dia por 19 Euros por pessoa ou 41 Euros a família.

La Spezia por si só já valeria a visita. A cidade tem uma excelente infra-estrutura turística com muitas opções de hotéis e restaurantes. Suas ruas de comércio, grandes avenidas e praças, além de uma orla belíssima, convidam os visitantes de Cinque Terre a passar ao menos um dia explorando o que ela tem a oferecer.

É possível conhecer as cinco cidades em apenas um dia. Muitas pessoas partem de Genova (uma hora de carro), de Parma (uma hora e meia de carro) ou de Pisa (uma hora de carro). Nice, na França, fica ha 3 horas e meia de viagem, Roma a 4 horas e 21 minutos e Florença a duas de carro.

Hospedagem

Eu acredito que a melhor opção é se hospedar em La Spezia por pelo menos dois dias, tirando um dia para conhecer a cidade. Como estávamos viajando com crianças, resolvemos fazer o passeio com menos correria. Ficamos hospedados cinco dias em La Spezia e aproveitamos para conhecer Pisa, um must para as crianças, e Lerici, cidade litorânea belíssima.

No primeiro dia de viagem fomos a Monterosso al Mare, Vernazza e Corniglia. As paisagens observadas pela janela do trem já nos prepararam para a beleza que estava por vir. O efeito UAU nos acompanhou por todo o dia.

Vernazza






Começando em Monterosso al Mare e o seu calçadão muito bem cuidado. O caminho da estação para a cidade tem a opção direta (por um túnel) ou por uma escadaria repleta de mirantes. Nós escolhemos, claro, a escadaria, e não nos arrependemos. Além da vista privilegiada do mar, tem a vista completa da cidade e seu porto que, de outra maneira, só se seria possível ver através de um passeio de barco.

Vários restaurantes do Cinque Terre só abrem no verão e na primavera, mas sempre tem ao menos um aberto. Em Monterosso, era a Diablo Pizzaria. Foi uma grata surpresa. Alem da pizza deliciosa e do chopp gelado, o atendimento era de primeira.

Nossa segunda parada foi em Vernazza. A cidadezinha é um encanto. O acesso da Estação de trem a Vernazza é por meio de uma grande escadaria, da qual é possível ver praticamente toda a rua principal até o mar. As opções de restaurantes e comidinhas lá eram bem maiores que em Monterosso al Mare. Encontramos não só o delicioso sorvete italiano, com foi possível experimentar a famosa farinata, com textura entre a panqueca e o pão.
Cornigilia






Encerramos o dia em Corniglia. Para chegar até a cidade, o acesso é feito por uma ampla e longa escadaria. Não precisa subir em um fôlego só, há vários pontos de parada com bancos para descansar ou mesmo fazer uma foto. A cidade é, entre todas as outras, a que mais tem ruas estreitas e que são, na verdade, escadas.

É interessantíssimo andar por ela e ir descobrindo em cada esquina, em cada cantinho um lugar diferente. Subimos até o mirante do castelo e a vista de lá é de tirar o fôlego.

Na descida, aproveitamos para parar no terraço de um barzinho e matar a sede com um chopp e as deliciosas azeitonas pretas da região. O dia acabou na estação de trem de Corniglia, com um por do sol de deixar você embevecido.

Manarola e Riggiomagiori ficaram para o outro dia. Como eram os destinos mais próximos de La Spezia, compramos os tickets apenas para as duas cidades, mais em conta que um novo ticket do dia para Cinque Terre.

Manarola





Começamos por Manarola. O acesso da estação de trem para o centrinho da cidade é feito por meio de um túnel decorado com arte local. No verão e na primavera é possível fazer passeios de barco e mergulho. No inverno, infelizmente, não há nenhuma oferta de navio.

A cidade é encantadora e vale a pena se entranhar pelas ruas estreitas e se deliciar com o aroma das laranjeiras. Manarola poderia ser escolhida como cartão postal do Cinque Terre. Pitoresca, colorida, tem tudo que se espera ver nesse destino em um só lugar.

Embora a maioria das trilhas entre as cidades estivesse fechada em função do clima, um trecho da trilha de Manarola estava aberta e nós pudemos subir até um ponto alto da cidade, equipada com restaurante e parquinho, de onde se tem uma vista privilegiada do mar. 

Rigiomaggiore






Rigiomaggiore finalizou a nossa viagem com chave de ouro. O acesso da estação à cidade é feito por uma rampa de onde se pode ver todo o centrinho até o mar. As ruas repletas de laranjeiras, a sua bela igreja e charme completaram o passeio.

A estrela da culinária local são as Ostras recheadas muscoli ripieni, as farinadas (massa entre um crepe e um pão), o pesto de basilico, as focaccias e as fritadas de frutos do mar. Os vinhos, limoncello e azeite da região também são bem conhecidos.
Ana Carolina é jornalista e consultora de viagens pela a Europa. Contato: +41 76 702 13 53 (Whatsapp)


quinta-feira, 25 de abril de 2019

Turismo apresenta pauta estratégica ao presidente da República

Em iniciativa inédita para o setor de Viagens, representantes do mercado discutem com presidente Bolsonaro e ministro do Turismo medidas para reduzir o custo de viajar pelo Brasil

Ministro do Turismo  com representantes do trade em Brasília. Foto: Divulgação

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, liderou na manhã desta quarta-feira (24) uma reunião entre representantes do mercado de viagens do país e o presidente da República, Jair Bolsonaro.  O encontro, que contou com a presença de 26 representantes do mercado, teve como objetivo apresentar a agenda estratégica e pauta econômica do setor para o presidente.

“Nossa meta é baratear o turismo no Brasil, seja para que os brasileiros conheçam o país, seja para que os estrangeiros venham descobrir nossas belezas e riquezas, contribuindo para gerar imediatamente mais emprego e renda”, afirmou o ministro ao apresentar, para o presidente, o grupo de empresários que, na sua quase totalidade, integram o Conselho Nacional de Turismo.

Na agenda estratégica para 2019, as ações estão focadas na redução do custo de se viajar pelos destinos brasileiros e também na melhoria do ambiente de negócios ao setor. É o caso da manutenção da alíquota de 6% do IRRF sobre remessas ao exterior por parte das operadoras de turismo, da eliminação dos impostos sobre o combustível de cruzeiros e da criação de áreas especiais de interesse turístico para atração de investimentos.

“O dia de hoje é um marco na história do turismo do Brasil porque sabemos bem onde estamos, onde queremos chegar e, mais importante, como chegar. A gente vive um novo momento no Brasil, de economia liberal, e temos propostas que trarão investimentos estrangeiros para o nosso país, como as Áreas Especiais de Interesse Turístico. O presidente está muito alinhado para que o turismo possa realmente ocupar espaço no centro da agenda econômica brasileira, criando oportunidades para alavancar a economia nacional”, avaliou o ministro Marcelo Álvaro Antônio.

Durante o encontro foram discutidas, ainda, a redução permanente do Imposto de Importação para equipamentos de parques temáticos (o que geraria investimentos da ordem de R$ 1,9 bi em dois anos) e a transformação da Embratur em agência de promoção turística internacional, que possibilitaria a realização de parcerias com a iniciativa privada.

As medidas têm como foco a geração de dois milhões de empregos e a inserção de 40 milhões de brasileiros no mercado doméstico. “Essa reunião foi muito importante porque nosso interesse é trabalhar pelo país trazendo mais turistas de fora, ampliando os turistas internos e tirando os nós que atrapalham nossa atividade”, afirmou Marco Ferraz, presidente da Clia Brasil (Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos). “Escutar do presidente da República que ele vai trabalhar diretamente com o ministro do Turismo para atender no que a gente precisar, melhor do que isso é impossível”, completou.

As ações do Ministério do Turismo também têm como objetivo chegar a 12 milhões de turistas estrangeiros visitando nosso país por ano – hoje são pouco mais de 6,6 milhões. Entre as medidas, o MTur pleiteia agora, junto ao Ministério das Relações Exteriores, a concessão do visto eletrônico para cidadãos chineses e indianos (o que facilita e desburocratiza esse processo), bem como a ampliação da competitividade e da atração de companhias aéreas e operadoras de turismo internacionais.

100 DIAS 

Nos primeiros 100 dias, o Ministério do Turismo cumpriu 100% das metas previstas: a publicação de decreto que institui a Política Nacional de Gestão Turística dos Patrimônios Mundiais Naturais e Culturais reconhecidos pela Unesco e a Portaria Interministerial que institui a gestão compartilhada entre a Secretaria de Patrimônio da União/Ministério da Economia e o MTur para o aproveitamento turístico de terrenos e prédios de domínio da União.

Outras importantes conquistas da gestão de Marcelo Álvaro Antônio à frente do Ministério do Turismo foram a isenção do visto para turistas australianos, americanos, canadenses e japoneses, que começa a valer em 17 de junho, e a aprovação do PL 2724/2015 que prevê a abertura das companhias aéreas ao capital internacional e a modernização da Lei Geral do Turismo. (Agência de Notícias do Turismo)

quarta-feira, 24 de abril de 2019

Potencial turístico e cultural do Tocantins será tema de exposição fotográfica na Câmara dos Deputados


Mostra com 40 imagens ficará disponível entre os dias 8 e 19 de julho



O deputado Tiago Dimas e Tom Lyra estiveram reunidos nesta terça  
Foto: Emerson Silva / Governo do Tocantins


Texto:Wladimir Machado

Por intermédio do deputado federal Tiago Dimas, a Câmara Federal dos Deputados receberá, de 8 a 19 de julho, a exposição fotográfica “Potencial turístico e cultural do Tocantins”, que divulgará as riquezas naturais, a cultura e o turismo do Tocantins. A confirmação para a mostra foi anunciada nesta terça-feira, 23, pelo parlamentar, durante uma visita ao presidente da Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), Tom Lyra, e ao gerente de promoção cultural Álvaro Junior.
O espaço destinado a exposição compreende uma área de cerca de 100m², e será no principal corredor de acesso ao plenário da câmara. A mostra fotográfica contará com um acervo de 40 fotografias que apresentam vários atrativos do Tocantins, a exemplo do Jalapão, Cantão, Serras Gerais, etnoturismo, praias, gastronomia, além do artesanato, manifestações culturais e religiosas.
Para o deputado Tiago Dimas, a exposição é uma oportunidade muito importante para divulgar o Estado. “O local para essa exposição é estratégico, pois passam nesse corredor cerca de 5 mil pessoas por dia de várias localidades do país, o que evidenciará os potenciais que o Tocantins possui”, disse.
De acordo com o presidente da Adetuc, a iniciativa do deputado é de grande valia para o turismo do Estado. “Somos muito gratos ao deputado e demais políticos que representam o Tocantins, pois demonstram grande preocupação em nos ajudar a divulgar nossos atrativos e nossa cultura”, considerou Lyra.

Representante da Abrasel é eleita vice-presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo


A representante da área empresarial conduzirá os trabalhos do Foestur na ausência do presidente Tom Lyra

Reunião foi conduzida pelo presidente da Adetuc e do Foestur, Tom Lyra Foto:Emerson Silva / Governo do Tocantins



A presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), seccional do Tocantins, Ana Paula Setti, foi eleita nesta terça-feira, 23, vice-presidente do Fórum Estadual de Turismo (Foestur), durante reunião extraordinária do Fórum Estadual do Turismo (Foestur), na sala de reuniões da Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc).

A eleição foi conduzida pelo presidente do Foestur e da Adetuc, Tom Lyra. Durante a13ª reunião extraordinária da entidade, também foram aprovados a Ata da 74ª reunião ordinária, o calendário de reuniões de 2019 e a composição das Câmeras Temáticas, dentre outras demandas.

O Fórum é um órgão colegiado, de caráter consultivo, com a finalidade de sugerir diretrizes para o desenvolvimento turístico. Tem por objetivo atuar contribuir e acompanhar a definição de políticas públicas e iniciativas que promovam o fortalecimento sustentável da cadeia produtiva do turismo no Tocantins.

Participantes

Participaram da reunião os representantes da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel); Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih); Associação Brasileira dos Jornalistas de Turismo (Abrajet); Associação dos Profissionais de Turismo do Tocantins (Aprotur); Agência Municipal de Turismo de Palmas (Agtur); Associação Brasileira Bacharéis de Turismo (ABBTUR); Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV); Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins); Instituto Federal do Tocantins (IFTO); Banco da Amazônia e as entidades do Sistema S, Sesc, Senac e Sebrae Tocantins.


segunda-feira, 22 de abril de 2019

Entidades debatem o potencial turístico das Serras Gerais do Tocantins

Rafting no Rio Palmeiras, em Dianópolis, um dos atrativos das Serras Gerais - Manoel Jr/Governo do Tocantins

Texto: Wladimir Machado

Com o tema “Serras Gerais: caminhos a serem percorridos”, a Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), realizará nesta quarta-feira, 24, as 9 horas, na sede do órgão, uma reunião com os representantes dos municípios que integram a região das Serras Gerais. No período da noite, a partir das 19 horas, no auditório do museu Coluna Prestes, na Praça dos Girassóis, ocorrerá a apresentação da região turística Serra Gerais.

No primeiro encontro, os participantes apresentarão as demandas dos municípios e a apresentação do portfólio da região. A reunião também servirá para elaboração de um inventário de toda a estrutura turística dos municípios de Arraia, Almas, Aurora, Dianópolis, Lavandeira, Rio da Conceição, Natividade e Taguatinga.

Na pauta, também serão discutidos assuntos relacionados ao diagnóstico da infraestrutura considerando acesso, comunicação (telefonia e internet),  Centro de Apoio ao Turista (CAT), secretaria municipal e seu aporte técnico e estrutural, modelo de governança, saneamento, segurança; atualizar a promoção do Estado incluindo Serras Gerais no site, folheteria, vídeos e todos os demais veículos de distribuição da imagem do turismo de Tocantins; viabilização da presença das Serras Gerais nas feiras contando com crachás de expositores para que possam ter acesso a rodadas de negócios e outras articulações; valorizar a imagem das Serras Gerais nas plotagens de stands promocionais; fomentar os registros no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur); apoiar o fortalecimento do fórum regional e a participação da região no fórum estadual; sinalização turística, dentre outros.

Participam da reunião representantes dos oito municípios que compõem a região das Serras Gerais;  representante do curso de Turismo Patrimonial e Socioambiental-UFT/Arraias; Sebrae, Senac, além de representantes da Associação Brasileira de Agencia de viagens (ABAV/TO); Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Tocantins (ABIH/TO); Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo (Abrajet/TO); Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel/TO); Associação dos Profissionais de Turismo do Estado do Tocantins (Aprotur); Associação Tocantinense de Turismo Receptivo (ATTR); Pesca Esportiva do Tocantins; dentre outros.

Memorial

No evento do período noturno, o presidente da Adetuc, Tom Lyra, ministrará palestra com o tema “O papel do Estado na articulação do turismo nas Serras Gerais”. Já o coordenador da Cadeia Produtiva do Turismo do Sebrae/TO, Alex Veras Dias, e a consultora em desenvolvimento de territórios turísticos do Sebrae, Tatiana Fernandez, apresentarão ações de ordenamento das Serras Gerais.
O potencial turístico da região será o tema apresentado por Roosevelt Moldes, coordenador do curso de Turismo Patrimonial e Socioambiental da UFT/Arraias.

Fernanda Tainã Castro, vice-presidente do Conselho Municipal de Turismo (COMTUR) de Rio da conceição, dará uma visão geral sobre o trade turístico dos oito municípios.
Também estão previstas apresentações culturais, degustação de pratos típicos e exposição do artesanato da região, com apoio do Sebrae/TO.

Serras Gerais

Localizado na região sudeste do Tocantins, a 360 km de Palmas, a região das Serras Gerais é composta de rios de águas caudalosas, cachoeiras, lagoas, cânions, cavernas, mirantes e vales. Esses locais estão ganhando destaque e integram os novos roteiros de ecoturismo propostos pelo programa de incentivo ao turismo, implementado em dez cidades do sudeste tocantinense.

A região está situada entre os municípios de Aurora do Tocantins e Taguatinga. As Serras Gerais do Tocantins fazem parte da maior cadeia de serras do Brasil e, além das maravilhas naturais, guardam tradições, arquitetura colonial, história e cultura como as Cavalhadas, as festas do Senhor do Bonfim e do Divino Espírito Santo, entre outras festas folclóricas e religiosas herdadas do colonialismo e da era do ciclo do ouro.

Roteiros do Tocantins: conhecendo as Serras Gerais

Programação

19h às 20h

·         Abertura
·         Apresentação: A Região Turística - Serras Gerais
·         O Trade Serras Gerais – Um representante do Trade
·         Ações de ordenamento das Serras Gerais  - Sebrae/TO
·         O Potencial Turístico – UFT/Arraias 
·         O papel do estado na articulação do turismo nas Serras Gerais – Tom Lyra
20h às 21h30 - Apresentação cultural:
·         Teatro – Retalhos de Arte – Rio da Conceição
·         Capoterapia – Dianópolis
·         Suça – Natividade
·         Orquestra Sanfônica e Catarina – Arraias
·         Catira - Almas

21h30 às 22h30 -  Degustação/artesanato

Biscoito Amor Perfeito será uma das estrelas da noite.  Emerson Silva/Governo do Tocantins


domingo, 21 de abril de 2019

Moderna e criativa, Brasília comemora 59 anos neste domingo (21)


Capital federal, que ostenta dois títulos mundiais da Unesco, celebra aniversário com muitos atrativos para o turista conhecer e se encantar
Por Geraldo Gurgel


Vista do Pontão do Lago Sul, um dos pontos turísticos da cidade. Foto: Bento Viana/Governo do Distrito Federal


No domingo de Páscoa e feriado de Tiradentes, o brasiliense comemora também o aniversário da capital da República. Brasília foi inaugurada em 21 de abril de 1960, depois de 3 anos e meio de construção, pelo então presidente Juscelino Kubitschek, passando a ser a terceira capital do Brasil, após Salvador e Rio de Janeiro. Apresentações culturais no Conjunto Cultural da República – formado pelo Museu Nacional, Biblioteca Nacional e Teatro Nacional –, e a 13ª Feira Internacional de Artesanato, com 700 expositores de 26 países, estão entre as atrações que marcam a festa de aniversário da cidade durante o feriadão.
O Plano Piloto, idealizado pelo urbanista Lúcio Costa, com ruas largas, quadras e setores, concentra os principais monumentos e atrativos criados pelo arquiteto Oscar Niemeyer, fazendo de Brasília um museu a céu aberto. Pela sua concepção monumental e moderna, a cidade foi reconhecida pela Unesco, em 1987, como primeiro bem moderno do patrimônio mundial. Já em 2017, a Unesco incluiu Brasília na Rede de Cidades Criativas, com o título de Cidade do Design. Além de polo gastronômico, o turismo criativo de Brasília é um diferencial que leva o visitante a passeios fora dos pontos turísticos convencionais, dentro do contexto de cidade moderna e contemporânea. CLIQUE AQUI para conferir o mapa do design criativo de Brasília, com 58 lugares da cidade, e surpreenda-se.
A capital que nasceu no cruzamento de duas estradas de terra do cerrado tem a “forma” de um avião. O Eixo Monumental, o “corpo do avião”, com 13 km, concentra a administração pública. Nas “asas”, com 16 km, estão as superquadras residenciais e comerciais. Na interseção dos eixos, ficam a rodoviária e a estação central do metrô. Ao norte e sul da Zona Central, estão os setores dispostos por atividades: comerciais, bancários, hoteleiros, hospitalares, de autarquias, diversão, cultural, clubes, embaixadas e de rádio e Tv, entre outros. Do alto da Torre de TV, o turista tem uma visão panorâmica do Plano Piloto. O tour pode ser feito a pé, de bicicleta (walking tour + bike tour) ou em ônibus double deck, com paradas em pontos estratégicos, que tornarão a passagem por Brasília uma experiência bastante peculiar.
A leste do Eixo Monumental, a “cabine” do avião, ficam a Catedral Metropolitana de Brasília, a Esplanada dos Ministérios, com destaque para os palácios do Itamaraty e da Justiça, que abrigam os ministérios das Relações Exteriores e da Justiça e Segurança Pública; e a Praça dos Três Poderes, com seus respectivos palácios: Congresso Nacional (Legislativo), Supremo Tribunal Federal (Judiciário) e Planalto (Executivo). Ainda na praça ficam o Museu da História de Brasília, o Espaço Lúcio Costa, o Panteão da Pátria e o Pavilhão Nacional. A troca da bandeira gigante é feita mensalmente em solenidade militar. Próximo da Praça dos Três Poderes, ficam os palácios da Alvorada e do Jaburu, residências oficiais do presidente e do vice-presidente da República.
A oeste, na “cauda” do avião, estão o complexo da Torre de TV, com fonte luminosa e show de águas coloridas; a feira de artesanato e comidas regionais; o Teatro Funarte, o Clube do Choro, Planetário e Centro de Convenções Ulysses Guimarães e o Estádio Nacional Mané Garrincha. Mais acima, na Praça do Buriti, está a administração do Distrito Federal, com destaque para o Palácio do Buriti, sede do poder Executivo. Mais adiante ficam os memoriais de Juscelino Kubitschek e dos Povos Indígenas, além da Praça do Cruzeiro, a Catedral Rainha da Paz e o Setor Militar Urbano, com o QG do Exército, além do Teatro Pedro Calmon, Concha Acústica e Praça dos Cristais. No interior dos prédios, obras de artistas renomados, como Athos Bulcão, Alfredo Volpi e Burle Marx, entre outros, que podem ser visitadas gratuitamente.
PARQUES – Entre os atrativos naturais, três áreas verdes de Brasília estão entre as mais visitadas do Distrito Federal: o Jardim Botânico, o Parque da Cidade Dona Sarah Kubitschek e o Parque Nacional de Brasília, também conhecido como Água Mineral. O Jardim Zoológico e o Lago Paranoá, que banha a cidade, também estão entre as áreas de lazer disputadas pelos visitantes. Na Ermida Dom Bosco, na beira do lago, o turista tem uma bela vista do pôr-do-sol. A Chapada Imperial é um destino de turismo rural, de natureza e aventura, com trilhas, cachoeiras e cozinha caipira.
Esportes aquáticos são atração do Lago Paranoá. Foto: Bento Viana/Governo do Distrito Federal

Edição: Vanessa Sampaio
Agência de Notícias do Turismo (MTur)

sexta-feira, 19 de abril de 2019

Infraero entrega obras de reforma e ampliação do Aeroporto de Marabá na próxima semana

Com o fim dos trabalhos, capacidade do aeroporto foi ampliada em 25%. Foto: Infraero/Divulgação

A Infraero entrega, na próxima terça-feira (23/4), às 9h30, as obras de reforma e ampliação do Aeroporto de Marabá/João Corrêa da Rocha (PA). Com investimento total de R$ 11,4 milhões, os trabalhos aprimoraram os níveis de segurança e conforto do terminal paraense, com mais comodidade aos usuários e passageiros.
A cerimônia de entrega das obras contará com as presenças da presidente da Infraero, Martha Seillier, do Secretário Nacional de Aviação Civil (SAC) do Ministério da Infraestrutura, Ronei Saggioro Glanzmann, além de outras autoridades.
As obras como um todo, foram realizadas em duas etapas distintas. Esta segunda e atual etapa foi conduzida pela Orcon Engenharia e Perfurações Eireli. No conjunto das duas etapas, houve um aumento de 40% na área do terminal, que passou de 1.248,95 m² para 1.756,60 m². A capacidade de passageiros também foi ampliada em 25%. Antes, o terminal podia receber cerca de 1,2 milhão de viajantes anualmente. Após a conclusão das obras, são 1,5 milhão de passageiros.
O aeroporto ganhou novos balcões de check-in, totalizando 16 unidades, além de novos carrosséis de restituição de bagagens, somando duas unidades. Os banheiros também foram totalmente reformados e ampliados; e toda a edificação foi adequada para atendimento às normas de acessibilidade.
Para o superintendente do aeroporto de Marabá, Wigson Diego Saturnino Santos, a entrega das obras simboliza um novo momento para a cidade. “Estamos entregando um aeroporto moderno, à altura da cidade de Marabá. Com isso, esperamos que o terminal, além de servir bem à sociedade, contribua ainda mais com o desenvolvimento da região”, afirmou.
Localizado na cidade conhecida como um dos principais centros administrativos e econômicos do Pará, o terminal cumpre papel fundamental na integração e acesso às cidades vizinhas, além de ligar a cidade a outros quatro destinos nacionais, com oito voos diários: Belém, Parauapebas (PA), Brasília (DF), e Belo Horizonte (MG), por meio das companhias aéreas Azul, Gol e Latam.
Com funcionamento 24 horas por dia, o aeroporto registrou no ano passado a movimentação de quase de 280 mil viajantes, entre embarques e desembarques. Neste ano, até março, já foram registrados mais de 61 mil passageiros. (Ascom Infraero)