sexta-feira, 17 de setembro de 2021

Você sabe porque o Santuário de Nossa Senhora Aparecida é 'do Norte'?

 Sérgio Moreira, coluna Minas Turismo Gerais

Uma passarela com 389 metros de comprimento e 35 de altura une a Matriz Basílica e o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida

A cidade de Aparecida, no interior de São Paulo, sempre acolheu milhões de fiéis de Nossa Senhora Aparecida todos os anos, vindos de todas as partes do Brasil e do mundo.  Muitos destes devotos, chamam a cidade de ‘Aparecida do Norte’ e não apenas ‘Aparecida’, como é seu verdadeiro nome. É comum ainda verificarmos em algumas publicações, referências à cidade com a expressão ‘do Norte’.

De acordo relatos do livro 'História de Nossa Senhora da Conceição Aparecida e de seus escolhidos', da escritora Zilda Ribeiro, durante muito tempo o povo nomeou a terra da Padroeira como Aparecida, seu verdadeiro nome. Mais tarde, passaram a chamá-la de ‘Capella de Aparecida’. Com a inauguração da estrada de ferro, os devotos passaram a viajar de trem. E embarcavam na Estação Norte, em São Paulo. E diziam que seu destino era Aparecida da Estação Norte.

 

Com o passar dos anos, por um processo linguístico coletivo chamado braquilogia, eliminaram a palavra ‘estação’, restando Aparecida do Norte. Ainda hoje, muitos anos depois, passeando pelos corredores do Santuário Nacional e pelas ruas da cidade de Aparecida, ouvimos romeiros chamarem por ‘Aparecida do Norte’, sendo o verdadeiro nome da cidade Aparecida, sem o Norte.

 

Um pouco de história 

 

As terras que hoje constituem a cidade de Aparecida já pertenceram, em outro tempo, à Vila de Guaratinguetá, hoje apenas Guaratinguetá, terra do primeiro Santo brasileiro, Frei Galvão. Pela estrada que antes cortava um trecho da Vila, como Aroeira, Ribeirão do Sá, Ponte Alta e Itaguaçu, passavam as caravanas e tropas que iam em busca do ouro e das pedras preciosas nos estados de Minas Gerais, Mato Grosso e Goiás.


Antiga Basílica Nossa Senhora Aparecida

Com o passar dos anos, os moradores foram se estabelecendo nessas terras. Entre eles estavam João Alves, Domingos Martins Garcia e Felipe Pedroso, os três pescadores que mais tarde ficariam ligados à história da cidade e do país.


Festival gastronômico Serra do Rio do Peixe


Com o apoio da Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação – FBHA, da Prefeitura de Pequi, da Frente da Gastronomia Mineira, do Circuito Turístico Trilha dos Bandeirantes e do Grupo de Gestores da Hotelaria Mineira, será realizado o primeiro evento presencial em 2021, o Festival Gastronômico Serra Rio do Peixe, nos dias 2 e 3 de outubro, na cidade de Pequi a 110 Km de Belo Horizonte.


Vista área da cidade de Pequi

Com previsão de público local e turistas oriundos da região metropolitana de Belo e cidades vizinhas, o evento incentiva o aprimoramento e a busca constante pela excelência de todos os serviços prestados pela cadeia produtiva do turismo e da gastronomia.

Programação - Aulas-Show com um time de renomados Chefs de cozinha, capitaneados pelo Chef Edson Puiati, e já confirmada a participação dos Chefs: Ricardo Penninha, Danilo Simões, Val Coimbra e Juliana Duarte, a coquetelaria com os bartenders Lucas Tadeu e Leonardo Rodrigues, e o Boteco na Praça comandado pela dupla Chef Ilmar Antônio e Chef Ana Cristina, do Restaurante Casa Cheia do Mercado Central.

Serão adotados todos os protocolos que garantam a segurança do público: rígido controle na portaria para não ultrapassar a capacidade máxima do local, álcool em gel, medição de temperatura na entrada, exigência do uso de máscaras e distanciamento.


Serra do Rio do Peixe

Em breve Programação e Inscrições para as Aulas-Show. Vagas limitadas. 2/10 – sábado ;10h às 22h e no dia 3/10 – domingo, 10h às 17h

O evento será no Centro Comunitário Santo Antônio, em Pequi.  Informações https://festivalserrariodopeixe.com.br/site/    https://www.instagram.com/festivalserrariodopeixe/

Coluna Minas Turismo Gerais Jornalista Sérgio Moreira  @sergiomoreira63   informações para sergio51moreira@bol.com.br

 


ABAV Expo & Collab terá 56 apresentações na Vila do Saber

O credenciamento antecipado no site garantirá o acesso do público, tanto presencial quanto virtual

A área dedicada à capacitação e difusão de conhecimento da ABAV Expo & Collab terá 56 apresentações que acontecerão nos dois primeiros dias das 14h às 20h, e no terceiro das 14h às 18h20. Diferentemente das edições anteriores, nesta a Vila do Saber se localizará fora da área de exposições, dividida em quatro salas situadas no primeiro andar do pavilhão – Jericoacoara, Cumbuco, Flecheiras e Mangue Seco.

A mudança acontece em atendimento aos protocolos de biossegurança, que também determinam lotação máxima de 80 pessoas por sala, originalmente configurada para 280 pessoas, e dez minutos de higienização completa do ambiente entre as apresentações.

O credenciamento antecipado pelo site é o que garantirá acesso às salas, assim como à plataforma online que espelhará a programação para o público que optar pela participação virtual.  As credenciais serão lidas por QR code na entrada de cada sala, para melhor controle do limite de lugares, mas alguns telões espalhados pelo pavilhão terão transmissão em tempo real, para que ninguém perca a programação.

Entre as atividades já confirmadas para o dia 6 de outubro estão as apresentações de Karla Cavalcanti sobre Bonito e Pantanal: como vender os melhores destinos de ecoturismo do Brasil para diferentes públicos (Sala Jericoacoara, das 15h20 às 16h20), e Suilany Teixeira, com a palestra Rota das Emoções – novas experiências para um novo perfil de turista (Sala Jericoacoara, das 16h20 às 17h10).

No dia 7, o secretário adjunto de Turismo, Hugo Veiga, apresenta o Maranhão, terra de encantos, abordando questões comerciais, curiosidades e a logística dos principais polos turísticos do estado (Sala Mangue Seco, das 15h30 às 16h20).

A partir da próxima semana, a evolução da grade poderá ser acompanhada pelo site do evento www.abavexpo.com.br, onde também se encontram os botões de credenciamento  para agentes de viagens; visitantes profissionais; visitantes internacionais; e imprensa. Produtores de conteúdo para mídias sociais e canais digitais devem inscrever-se pelo link: https://painel.credenciamento.digital/participantes/60e70a2392a6d/confirm.

A ABAV Expo & Collab acontece este ano de 6 a 8 de outubro, no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza, tendo como patrocinadores a Confederação Nacional do Comércio - CNC/Sesc/Senac - e o Sebrae Nacional.

Sobre a ABAV Expo & Collab

Realizada pela ABAV Nacional, a ABAV Expo & Collab é a maior e mais importante feira de negócios de Turismo do Brasil. Anualmente, e há 48 edições, reúne toda a cadeia produtiva do setor contribuindo de maneira decisiva para a consolidação de negócios entre empresas dos cinco continentes. É a grande vitrine para o  lançamento  de novidades e a apresentação de tendências para o mercado profissional ao reunir companhias aéreas,  meios de hospedagem, operadores de turismo, empresas de cruzeiros marítimos e de segmentos especializados, como Corporativo, MICE (Meetings, Incentives, Conferences, Exhibitions), Luxo e LGBTIQ+, locadoras de veículos,  equipamentos turísticos e fornecedores de soluções de tecnologia voltadas ao setor, além de representações de destinos e órgãos oficiais de turismo, nacionais e internacionais.

Para mais informações, acesse www.abavexpo.com.br

Sobre a ABAV Nacional

Reconhecida como uma das principais entidades de turismo no Brasil, com crescente força política, a ABAV Nacional (Associação Brasileira de Agências de Viagens) está presente em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal. Sua base é composta por 2,2 mil empresas associadas, entre agências de viagens, operadoras e consolidadoras, que juntas respondem por cerca de 80% de toda a movimentação de vendas e distribuição de produtos e serviços turísticos  no país.

A entidade tem sua imagem fortalecida por meio de iniciativas do seu Instituto de Capacitação e Certificação (ICCABAV), na promoção de cursos, palestras, estudos e convênios de cooperação, e na gestão e curadoria da Vila do Saber, o espaço dedicado à difusão de conhecimento e à capacitação profissional integrado à programação da ABAV Expo & Collab.

Globalmente a ABAV Nacional integra a World Travel Agents Association Alliance (WTAAA) e é cofundadora do Fórum Latino-Americano de Turismo (Folatur).

 

quinta-feira, 16 de setembro de 2021

Feira do Empreendedor realizará rodadas de negócios virtuais para diversos segmentos

Durante cinco dias, empreendedores terão oportunidade de fechar negócios com compradores nacionais e internacionais

Entre os dias 23 e 27 de outubro, acontece a Feira do Empreendedor 2021 de forma totalmente online e gratuita e com uma ampla programação que inclui a realização de rodadas de negócios virtuais. A expectativa do Sebrae é que mais de 300 micro e pequenas empresas se reúnam no ambiente da feira para negociar seus produtos e serviços com compradores nacionais e internacionais.

Considerada a maior feira de empreendedorismo do mundo, o evento é uma oportunidade para os donos de pequenos negócios encontrarem parceiros e se relacionarem com o mercado dentro e fora do país.

As rodadas de negócios serão realizadas dentro do ambiente virtual da plataforma Sebrae Experience, desenvolvida com uso de tecnologia 3D, de fácil acesso e navegação dos participantes. Os agendamentos das sessões serão realizados previamente para os inscritos, sem possibilidade de entrar na hora.

Para os compradores nacionais, as rodadas acontecerão entre os dias 23 e 25 de outubro. Já nos dias 26 e 27 de outubro será a vez dos compradores internacionais.

No primeiro dia está prevista uma rodada voltada para as micro e pequenas empresas paulistas do setor do Agronegócio com compradores interessados nos produtos do estado de São Paulo. Nos dias seguintes, 24 e 25 de outubro, serão realizadas rodadas multissetoriais, de acordo com o mapeamento das demandas e dos segmentos. No caso das rodadas internacionais, o foco será no setor de alimentos e bebidas, moda, couro e calçados, além do agronegócio.

O gerente do Sebrae, Bruno Vila Verde, ressalta que este ano é a primeira vez que o evento acontece de forma 100% digital para todo o Brasil. “É uma excelente oportunidade para os empreendedores participarem de rodadas de negócios, exporem seus produtos e serviços, além de identificarem possibilidade de investimento e troca de experiência com profissionais de todo o país”, destacou.

A plataforma da Feira do Empreendedor permanecerá ativa com possibilidade para que as empresas continuem a se comunicar para fechar acordos comerciais até o dia 12 de novembro. Após essa data, as empresas expositoras terão espaço garantido no Catálogo Oficial do evento, que ficará disponível para download para os empreendedores que procuram novos negócios.

As inscrições para a Feira do Empreendedor 2021 já estão abertas e podem ser realizadas em https://feiradoempreendedor.sebraesp.com.br/

Fonte: Assessoria de Imprensa do Sebrae Tocantins

 

Keila Lipe encerra as apresentações do Aperitivo Sonoro do Sesc em setembro


Divulgação

Nessa sexta-feira 17, quem encerra a programação de setembro do Aperitivo Sonoro do Sesc Tocantins é a cantora Keila Lipe. Todas as apresentações são totalmente autorais e de forma online, e acontecem das 19h30 às 20h30, nos canais do Sesc Tocantins no Youtube (SescTO) e Facebook: www.facebook.com/sescto. Informações pelo telefone (63) 9 8421-2586 ou pelo email cultura@sescto.com.br.

O Aperitivo Sonoro do Sesc é um projeto que busca oferecer à população o acesso gratuito à boa música popular brasileira, por meio de um rodízio entre músicos de Palmas e de outras cidades do Estado e do país. Antes da pandemia as apresentações eram ao vivo na unidade Tênis Sesc, que fica no Jardim Aureny III. Agora vai ser de forma online nos canais do Sesc Tocantins no Youtube (SescTO) e Facebook: www.facebook.com/sescto.

Keila Lipe

Considerando que neste ano de 2021 Keila Lipe completa 21 anos que atua em Palmas na área da música, o alcance de sua carreira já foi a nível internacional, tendo em vista a sua participação no Projeto Ano do Brasil na França levando o nome do Estado para o mundo. Keila Lipe traz em seu repertorio a MPB e a música popular do cancioneiro Tocantinense, o que a levou a ser legítima representante da nossa música. Para que possamos firmar o compromisso da artista com a música Tocantinense e a cidade de Palmas, a MS Produções apresenta o Projeto Show live “Keila Lipe 21 anos de Palmas” que trará ao grande público, com uma interpretação acústica intimista de voz, violão e percussão, os maiores sucessos já gravados pela cantora, em parceria com os maiores compositores do Estado do Tocantins, sendo eles Genésio Tocantins, Lucimar, Luiz Teixeira e D’Cezari, durante a apresentação a cantora contará e breves trechos histórias inusitadas vividas por ela nesses 21 anos de Palmas. O show faz parte do Projeto “Keila Lipe 21 anos de Palmas uma história de amor”, que trará ao grande público através de peças publicitárias, apresentações musicais, contação de histórias vividas, vídeos de sua participação em vários festivais e programas de auditórios, um EP com três faixas e três vídeo clipes tudo adaptado para internet, a ser utilizado nas redes sociais e distribuído nas diversas plataformas. “É com imensa alegria que iniciamos as atividades desse projeto tão especial através do Aperitivo Sonoro do Sesc, que como Instituição, sempre foi parceira da artista e de todos os artistas Tocantinenses”, comentou Keila Lipe.

 

 

 

Governo do Tocantins lança, em Aurora, projeto piloto Avança Turismo

Wladimir Machado/Governo do Tocantins

Projeto visa geração de emprego e renda na região de Serras Gerais e será lançado nesta terça-feira, 21.


Integrar ações dos diversos órgãos e instituições público/privadas para prestar atendimentos e orientações ao trade turístico local e a sociedade em geral para o desenvolvimento do turismo na região. Este é o principal objetivo do projeto Avança Turismo Tocantins, desenvolvido pelo Governo Tocantins, por meio da Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa.

 

A primeira edição do projeto piloto será lançada no município de Aurora do Tocantins, a 496 Km de Palmas, na região sudeste do Estado, nesta terça-feira, 21, na Escola Municipal Marcolina de Almeida Tavares. Em Aurora do Tocantins, o projeto Avança Turismo Tocantins ocorrerá no período de 21 a 26 de setembro, com vasta programação destinada ao trade do turismo da região.

 

Durante a programação, serão realizados trabalhos de sensibilização das empresas e prestadores de serviços para inserção no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur), orientação sobre crédito e requisito para acessar financiamento do Fundo Geral do Turismo (Fungetur), informações sobre os procedimentos de licenciamento ambiental, qualificação profissional na rede hoteleira, repasse de informações a respeito da inclusão no Mapa do Turismo Brasileiro, além de orientações sobre a Plataforma Integrada do Turismo (PIT).

Também fará parte da programação do evento o repasse de informações para fomentar a formalização de empresas (fiscal, sanitária e ambiental), além do fomento à Agroindústrialização de Alimentos Regionais

Segundo o presidente da Adetuc, Jairo Mariano, o Avança Turismo Tocantins é um projeto que fomenta toda a cadeia do turismo Tocantinense. “A gestão municipalista do governador Mauro Carlesse, entende a importância do turismo para o desenvolvimento regional por meio da atividade turística. Nesse sentido, a vocação turística da região de Serras Gerais será impulsionada com essa ação do governo, promovendo a atração de investimentos e o desenvolvimento econômico e social da região”, argumenta Mariano, ressaltando que a ideia do Governo do Tocantins é levar o Avança Turismo Tocantins para as sete regiões turísticas do Estado.

Na abertura da cerimônia de lançamento do projeto, será apresentado o vídeo promocional de Turismo da região de Serras Gerais - música "Serras Gerais" com a composição de Juraildes da Cruz, e com direção musical de Lucimar, Violão - Jairo Reis, e interpretação de Juraildes da Cruz, Genésio Tocantins, Dorivan, Braguinha Barroso, e do grupo Amazonicantoria.

O evento seguirá todos os protocolos de segurança preconizados pelos órgãos de saúde, a fim de evitar a propagação do novo coronavírus.

O projeto piloto Avança Turismo Tocantins conta com a parceria das  seguintes instituições e órgão estaduais: Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo (ABRAJET), Agência de Fomento (Fomento), Associação Brasileira de Bares, Restaurantes e Similares (ABRASEL); Instituto Natureza do Tocantins (NATURATINS); Secretaria da Agricultura e Pecuária e Aquicultura do Estado do Tocantins (SEAGRO); Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE); Universidade Federal do Tocantins (UFT), Instituto Federal do Tocantins (IFTO), Associação Brasileira das Agências de Viagens (ABAV) e Associação de Desenvolvimento do Turismo Sustentável e Produção Associada de Serras Gerais do Tocantins (Assegtur).

Serras Gerais

Região Turística das Serras Gerais abriga um dos destinos mais diversificados do Tocantins com atrativos naturais e roteiros de experiência.

Atrativos como o Azuis, um dos menores rios do mundo, em Aurora; a translúcida Lagoa da Serra, em Rio da Conceição; a espetacular Lagoa do Japonês, em Pindorama. Dá para praticar snorkel, rafting, boia cross e muitas outras aventuras, são alguns dos lugares que encantam os visitantes.

Diversas Trilhas e cachoeiras são encontradas nos municípios de Dianópolis, Rio da Conceição, Aurora e Natividade. Em Almas, o Cânion Encantado é um dos atrativos que impressiona pela sua beleza e dimensão. A região ainda possui grutas e cavernas.

A região também se destaca pelas tradições culturais a exemplo do centro histórico tombado como patrimônio nacional, em Natividade, as Cavalhadas de Taguatinga, o “entrudo” no Carnaval arraiano e muitas festas religiosas.

Tudo isso acompanhado de uma simples e deliciosa gastronomia, baseada nas referências sertanejas e produtos típicos do Cerrado.

Na gastronomia, destacam-se a Paçoca de carne seca, biscoito “amor perfeito”, geleias, doces e licores dos mais variados frutos do cerrado tocantinense. 

 

quarta-feira, 15 de setembro de 2021

Projeto propõe encontro de crianças com as tradições de Taquaruçu

Seleucia Fontes / Governo do Tocantins

Primeira saída está programada para esta quinta, 16, com destino à Aldeia TabokaGrande.

Simone (e) entregou kit aos pais dos alunos e explicou projeto - Divulgação

Um momento de interatividade lúdica com o boneco Gigante Amarelo e o despertar para os valores culturais; uma vivência na roça com técnicas de agricultura ancestral; a arte de manusear o barro. Estes são apenas alguns dos temas previstos no Programa Culinária de Identidades - Memórias de Taquaruçu. O primeiro roteiro, com alunos do 4º ano do ensino fundamental da Escola Municipal Crispim Pereira, está programado para esta quinta, às 14 horas, com destino à Aldeia TabokaGrande, segundo todos os protocolos de segurança contra a Covid-19.

Segundo a especialista em patrimônio Simone Moura, a ideia é oferecer uma programação sustentável que respeite a diversidade e o diálogo com a comunidade local. “Tivemos reuniões pedagógicas e formalizamos contratos com os pais, garantindo a segurança das crianças”, revela, lembrando que todos os custos operacionais do roteiro, incluindo materiais didáticos, alimentação, transporte e todo suporte de logística de apoio são custeados com recursos da Lei Aldir Blanc, por meio de edital da Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc).

O roteiro programático propõe visitas em alguns pontos de Taquaruçu para compartilhar conhecimentos vividos e produzidos na comunidade. “Os alunos entenderão em todo o processo metodológico da vivência a preciosidade dos saberes que habitam este lugar”, ressalta Simone Moura.

Com tema o principal “Conhecendo seu Território”, os roteiros de até 4 horas de duração propõem vivenciar histórias de vida de antigos conhecedores de Taquaruçu, que vão apresentar seus conhecimentos sobre Agricultura Regenerativa, Cultura Popular e, claro, os Sabores e Aromas da Culinária de Identidades do Distrito.

“Ações lúdicas e educativas, que ressaltam nossa cultura, são muito bem-vindas pelo Governo do Estado”, afirma o presidente Jairo Mariano, pontuando a importância dos saberes e fazeres preservados em Taquaruçu.

Maiores informações com Simone Moura: (63) 98441-1783

 

 

terça-feira, 14 de setembro de 2021

Prefeitos do Jalapão conhecem benefícios do projeto de concessão dos Parques Estaduais do Tocantins

Gestores dos municípios do Jalapão conheceram detalhadamente o projeto de desenvolvimento da região

Os gestores avaliaram positivamente o projeto - Foto: Washington Luiz/Governo do Tocantins

Prefeitos de nove municípios que compõem a região do Jalapão foram recebidos pelo governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, na manhã desta terça-feira, 14, para conhecerem de perto a proposta de estudo que prevê a concessão de serviços turísticos no Parque Estadual do Jalapão, nas áreas que pertencem ao Estado.

O governador Mauro Carlesse, o secretário de Estado de Parcerias e Investimentos do Tocantins, Claudinei Quaresemin; e o superintendente de Governo e Relacionamento Institucional do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Pedro Bruno, explicaram detalhadamente todos os processos e as etapas do projeto de concessão. 

Após conhecerem os detalhes do projeto que prevê a concessão de serviços turísticos do Jalapão, todos os nove gestores avaliaram positivamente e concordaram que a proposta vai possibilitar o desenvolvimento de toda a região, inclusive os municípios do entorno.

O Governador demonstrou preocupação com o risco de a população não conhecer o projeto de concessão e, por causa disso, fazer um juízo equivocado. “Fizemos questão de trazer todos os prefeitos da região do Jalapão junto com o pessoal do BNDES para esclarecer e marcar logo uma nova reunião junto com as lideranças das regiões e, assim, fazer com que o projeto seja aprovado por todos e executado. É muito importante para o Estado e para a região do Jalapão. A região, hoje, vive em uma exclusão e nós queremos mudar isso, queremos melhorar a vida desse povo”, ressaltou o governador Carlesse.

O vice-governador Wanderlei Barbosa explicou que o projeto não irá interferir em propriedades particulares, apenas nas áreas que pertencem ao Estado. "Quero reforçar que este projeto não vai mexer com qualquer propriedade particular. Cada um vai continuar com o que é seu e ainda será beneficiado com o desenvolvimento que chegará para todos da região. Será um projeto que vai fortalecer toda a cadeia produtiva do Jalapão, desde os artesãos até os operadores de turismo. Todos serão beneficiados”, enfatizou.

O secretário Claudinei Quaresemin destacou que a população tocantinense participará de todas as etapas do processo de concessão. “Hoje, tivemos uma reunião bastante produtiva com os prefeitos do Jalapão e conseguimos demonstrar o tanto que o projeto vai beneficiar e melhorar a vida das pessoas. Nos próximos dias, teremos a publicação no site do Governo dos projetos para que a população possa fazer as suas sugestões, tirar as suas dúvidas e incrementar com sugestões que possam melhorar o projeto. Depois, vamos para as audiências públicas que também vão ajudar a ficar melhor ainda”, reforçou o gestor da pasta.

O superintendente do BNDES, Pedro Bruno, explicou sobre as etapas do projeto. “No momento, estamos na primeira fase do processo de concessão, que é a de estudos iniciais. Estamos juntos com o Governo do Estado para finalizar os ajustes e concluir este estudo preliminar que será amplamente divulgado na segunda etapa, que é a consulta pública. Ela será aberta a partir do dia 30 de setembro. A consulta pública será o momento em que toda a população poderá dar a sua contribuição de maneira a aprimorar este projeto e torná-lo ainda melhor. Depois, avançaremos para a publicação do edital e, posteriormente, o leilão. Somente após estas etapas é que terá o início da operação da concessão dos serviços do Parque do Jalapão”, explicou.

Prefeitos

O prefeito de Mateiros e presidente do Consórcio dos Municípios do Jalapão, João Martins, afirma que saiu da reunião com uma visão diferenciada no projeto de concessão. “A preocupação do povo do Jalapão, hoje, é que eles iriam ficar de fora, inclusive, os pequenos empresários que já operam na região, que fizeram o Jalapão e que estão fazendo as coisas acontecerem. Mas o que entendemos pelo BNDES [é que] todo este pessoal estará envolvido, todos vão pegar uma fatia deste processo. Saímos daqui bem tranquilos, sabendo que temos condições de repassar isso à população e eu defendo nosso povo e as comunidades quilombolas. Então, vendo que o projeto vai beneficiar a eles também, isso alivia a gente”, declarou o prefeito.

O prefeito de São Félix do Tocantins, Carlos Irael Ribeiro, pediu que o debate seja ampliado para toda a comunidade. “O Governador foi muito feliz na explicação. Foi interessante e sugerimos a ele que chame o pessoal do trade turístico, ou seja, os operadores, o pessoal da Associação Tocantinense de Turismo Receptivo, às comunidades tradicionais, para uma reunião aqui no Palácio juntamente com o representante do BNDES para fazer uma explanação sobre o projeto”, afirmou.

A prefeita de Lizarda, Suelene Lustosa, também avaliou positivamente a reunião. “Foi esclarecido como vai acontecer esta concessão e nós tivemos muitas informações que nos deixaram tranquilos e com esperança de que vai chegar benefícios que até agora não temos. A população por enquanto está desinformada, o que tem gerado uma certa preocupação, mas estamos aqui hoje para esclarecer e levar para eles esta esperança de que teremos mais estrutura e uma região mais organizada e promissora”, afirmou.

Presenças

Estavam presentes na reunião os secretários Executivo da Governadoria, Divino Allan Siqueira; Executivo de Assuntos Parlamentares, José Humberto Marquez; de Estado da Comunicação, Élcio Mendes; o chefe de Gabinete do Governador, Sebastião Albuquerque Cordeiro; e ainda os prefeitos de Novo Acordo, Deusany Batista; de Santa Tereza, Antônio Campos; de Lagoa do Tocantins, Leandro Soares; de Rio Sono, Itair Martins; e de Ponte Alta do Tocantins, Kleber Rodrigues; além do prefeito de Talismã e presidente da Associação Tocantinense de Municípios (ATM), Diogo Borges.

Fonte: Governo do Tocantins

 

“Cataia do Pier” completa dois anos no dia dedicado à cachaça, 13 de setembro

Bebida, que também é conhecida como “uísque caiçara” e “uísque da praia” ganha mais adeptos a cada dia

Preparada através da mistura de uma boa cachaça branca com a folha de uma erva medicinal, cuja árvore dá nome à bebida, a Cataia vem dia-a-dia ganhando mais degustadores no Brasil e no mundo. A planta é encontrada em uma faixa de terreno alagado e de difícil acesso na Barra do Ararapira, a 40 quilômetros da Ilha do Supersagui, litoral norte paranaense.

Conta a história que em 1985 o pescador Rubens Muniz resolveu misturar as folhas de Cataia originalmente usada na comunidade como chá ou erva anestésica, com cachaça. O sucesso da bebida se espalhou pelas redondezas, que também ficou conhecida como “uísque caiçara” ou “uísque da praia”.

A Cataia também é conhecida como “uísque caiçara” ou “uísque da praia”

Foi em 1988 que o jornalista e publicitário Pierpaolo Nota provou pela primeira vez a Cataia. “Lembro-me até hoje, foi em Supersagui, em um jantar na casa de pescadores amigos. O sabor da bebida me chamou a atenção. Desde então, onde encontro provo Cataia, buscando novos sabores e formas de misturar a bebida”, diz Nota.

Qualidade

Buscando chegar à Cataia ideal, em 2019 o jornalista resolveu produzir a sua própria bebida, a “Cataia do Pier”. “Já curtia sempre uma ou duas garrafas, mas resolvemos produzir 800, foi um desafio. Utilizamos um método totalmente artesanal, desde a inclusão das folhas até o lacre, o que torna cada garrafa especial, um produto único”.

Cataia em tupi-guarani significa “folha que queima”

Mas, segundo ele, o segredo desses dois anos não é só esse. “Começa pela escolha da cachaça utilizada. A da Cataia do Pier vem de Luiz Alves, cidade catarinense referência na produção da bebida. Depois, tem que saber como curtir a folha. Fazemos isso em dois tempos: primeiro, em um grande garrafão, por seis meses. Depois, engarrafamos a bebida pronta com nove folhas de Cataia, para que ela se renove dia-a-dia dentro da garrafa, não pare de evoluir”.

Legalidade

Segundo o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, a extração da Cataia no Parque Nacional do Supersagui fica restrita à comunidade do Ararapira e em caráter excepcional, já que a árvore se encontra em uma área de proteção integral.

Atualmente só quem tem autorização para colher as folhas são as representantes da Associação de Mulheres da Barra do Ararapira. “Colhemos a planta no meio do mato, o que fazemos com muito cuidado. Diferente de muita gente que vem aqui, arranca quase a árvore inteira e vai embora”, desabafa Edna Aparecida Santana, presidente da entidade, denunciando a extração predatória.

“Esse é outro diferencial nosso. Sempre fizemos questão de produzir a Cataia do Pier com folhas ´legalizadas´. Foi necessário ir até à Barra do Ararapira conhecer o trabalho dessas mulheres, verdadeiras guerreiras, para que pudéssemos começar a adquirir o produto diretamente delas”, explica Nota.

Origem do nome

Cataia em tupi-guarani significa “folha que queima”. Entre os botânicos a planta é mais corretamente denominada Pimenta pseudocaryophillus – Myrtaceae.

Para conhecer mais da “Cataia do Pier” acesse cataiadopier.com.br ou mande email para cataiadopier@gmail.com.

Conheça como será a ABAV Expo & Collab no formato híbrido

A ABAV Expo acontecerá no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza, das 13h30 às 20H30, dias 6, 7 e 8 de outubro. Nos mesmos dias e horários a feira virtual espelha a feira física para acesso de qualquer lugar do Brasil, ou do mundo.

Marcando a retomada das edições presenciais, e do formato itinerante que consagrou o evento ABAV como principal encontro do turismo nacional, a ABAV Expo & Collab chega no próximo dia 6 de outubro ao Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza, para três dias de imersão em negócios, capacitação e relacionamento.

Maior e mais importante feira de negócios de Turismo do Brasil, a ABAV Expo & Collab será a grande vitrine para o  lançamento de novidades e a apresentação de tendências para o mercado profissional ao reunir companhias aéreas, meios de hospedagem, operadores de turismo, empresas de cruzeiros marítimos e de segmentos especializados, como Corporativo, MICE (Meetings, Incentives, Conferences, Exhibitions), Luxo e LGBTQI+, locadoras de veículos,  equipamentos turísticos e fornecedores de soluções de tecnologia voltadas ao setor, além de representações de destinos e órgãos oficiais de turismo, nacionais e internacionais.

Para estender seu alcance ao maior número possível de profissionais, dentro e fora do Brasil, a edição deste ano é híbrida, o que permitirá que o público - expositores e visitantes – também possam participar e interagir de forma virtual, por meio de uma plataforma online.

Para a participação presencial, todos os detalhes da organização caminham em conformidade com os protocolos de biossegurança ainda impostos pela pandemia. Haverá controle e fiscalização permanente para que o fluxo de visitação diária não exceda os volumes determinados pela vigilância sanitária.

O controle de acesso se dará por um sistema online que exibirá de forma contínua o volume de pessoas em circulação em cada área do pavilhão que totaliza 13,5 mil metros quadrados. As credenciais, impressas ou em QR Code carregadas no celular, deverão ser apresentadas na entrada e na saída, que terão oito portas para evitar qualquer risco de aglomeração.

Na área de exposições, todos os estandes serão dispostos em formato de ilha, com distanciamento de quatro metros entre um e outro, e com o objetivo de diminuir também o tráfego de pessoas nos períodos pré e pós evento, a organizadora optou pela contratação de uma única montadora.

Expositores e visitantes contarão com uma praça de alimentação, localizada em andar superior e com sistema próprio de higienização do ar, e com uma unidade de suporte com serviço de água e café, instalada em área afastada dos pontos de circulação.

Um lounge de conectividade funcionará como área de descanso, de onde será possível acompanhar as capacitações da Vila do Saber, que também ocupará o andar superior do pavilhão. Todas as apresentações serão transmitidas online, em atendimento ao público que optar pela participação virtual por meio da plataforma do Collab, que também espelhará a área de exposições. Cada palestra terá a duração de 50 ou 80 minutos para que os dez minutos finais sejam dedicados à higienização das salas.

Entre os expositores, mais de 140 marcas estarão representadas. Na lista dos internacionais estão destinos como Israel, Peru e Quênia e empresas portuguesas nos cooperados do Portugal United e Visit Fatima, estreando participação na feira. A Jordânia estará representada pela DMC Hajjat Tours & Travel.

Também já estão confirmadas as participações da Gol, Azul, Itapemirim, Latam, Localiza, além de CNC e Sebrae que renovam este ano a tradicional parceria com a ABAV como principais patrocinadores do evento. O turismo doméstico se apresentará com força, ancorado na participação do Ministério do Turismo e nos mais de 40 destinos nacionais presentes.

A cerimônia de abertura está marcada para o dia 6 de outubro, às 11h, e será promovida no próprio Centro de Eventos do Ceará, com a presença confirmada do governador do estado, Camilo Santana.  

A participação presencial dos agentes de viagens está sendo facilitada com a organização de caravanas em parceria com as ABAVs Estaduais. Há opções aéreas de todas as capitais do Brasil e rodoviárias partindo de Pernambuco, Rio Grande do Norte, Maranhão, Piauí e Paraíba. Para esse público a Secretaria de Turismo de Fortaleza está organizando city tours com duas horas de duração.

Mais informações sobre caravanas em caravanas@abav.com.br

 

segunda-feira, 13 de setembro de 2021

Sesc: de repente, 75!

O Serviço Social do Comércio (Sesc) completa hoje, 13 de setembro, 75 anos de criação. Da primeira unidade, no bairro do Engenho de Dentro, no Rio de Janeiro, aos dias de hoje, são inúmeras as histórias que marcam essa trajetória.


O poeta e cordelista Braúlio Bessa traduziu a essência desse trabalho em um belo poema, com o qual presenteia a instituição neste aniversário. Nascido no interior do Ceará, o artista que já percorreu o país e conhece de perto a realidade do povo brasileiro, descreve com propriedade a importância da atuação do Sesc para os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo e toda a sociedade.  

Os jovens também fazem parte das comemorações da data, com a apresentação da Orquestra Maré do Amanhã, projeto que ensina música clássica a crianças e adolescentes de uma das mais violentas favelas do Rio de Janeiro. O Sesc, que dedica diversos projetos aos jovens, traz para a celebração um deles: o Coral Jovem do Sesc em Minas Gerais.

Em virtude da pandemia e da necessidade de distanciamento social, eles gravaram mantendo distância, mas em uma sintonia única em homenagem aos 75 anos da Instituição. A música escolhida - O Sifuni Mungu – é um cântico africano que remete a importância do agradecimento e da gratidão.

A festa de aniversário não poderia deixar de ter os ritmos brasileiros que tornam a cultura do país tão única e celebrada. E é na voz de Alceu Valença que o Sesc festeja. Conhecido pela sua versatilidade, o consagrado cantor pernambucano, que mistura estilos musicais indo do frevo ao fado, sintoniza com o Sesc em diversidade e tradição.

Alceu Valença ainda é contemporâneo da instituição: completou 75 anos no mês de julho. Um show que traz sucessos como Tropicana e La belle de jour, e ainda passeia pelo forró de Jackson do Pandeiro, com O canto da ema, e clássicos de Luiz Gonzaga, como Vem Morena.

Toda a programação vai ao ar pelo canal do YouTube do Sesc Brasil neste 13 de setembro, a partir das 19h. A festa conta ainda com um toque de solidariedade. Por meio do QR code exibido durante o evento, o público poderá contribuir com doações para a campanha Mesa Brasil Urgente. Toda a arrecadação será revertida na compra de cestas básicas, destinadas a famílias em situação de vulnerabilidade, que sofrem com as consequências da pandemia de Covid.

Fonte: Assessoria de Comunicação - Ascom
Departamento Nacional – Sesc