Sebrae maio 1

Sebrae maio 1
Consultores

segunda-feira, 13 de dezembro de 2021

MTur cadastra soluções tecnológicas aplicáveis a Destinos Turísticos Inteligentes

Iniciativas de todo o país serão registradas até o fim de fevereiro de 2022 e vão compor um catálogo nacional de projetos inovadores na área

Crédito: Banco de Imagens do MTur

O Ministério do Turismo e o Instituto Ciudades del Futuro começaram a cadastrar soluções tecnológicas que possam ser implantadas em Destinos Turísticos Inteligentes (DTI), projeto-piloto promovido pelo órgão com a participação de 10 cidades de todas as regiões do país. 

O início da seleção foi anunciado na quinta-feira (09.12) durante reunião da Câmara de Turismo 4.0, formada por representantes do MTur, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), de outros órgãos públicos, do setor privado e acadêmicos.

O objetivo é dar visibilidade a empresas e startups que oferecem projetos de vanguarda para o desenvolvimento do setor, de forma a estreitar laços junto ao poder público e otimizar o crescimento do ecossistema de inovação em escala local, regional e nacional. 

As iniciativas elegíveis envolvem a digitalização de negócios e destinos, a personalização de experiências do visitante, marketing, economia criativa e automação, entre outros campos.

As sugestões devem ser cadastradas até 28 de fevereiro de 2022. Após uma avaliação, os projetos vão compor um catálogo, que será lançado em março do próximo ano. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail solucoesdti@ciudadesdelfuturo.org.ar.

Inscreva-se AQUI.

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, estimula a apresentação de propostas e destaca a importância do processo para o adequado aproveitamento do potencial do Brasil no pós-pandemia. 

“A inovação é uma das prioridades do governo Bolsonaro. Queremos reunir soluções que ajudem a proporcionar as melhores experiências possíveis aos nossos visitantes, que cada vez mais buscam soluções tecnológicas ao escolher um destino de viagem”, ressalta.

A seleção é organizada em parceria com o instituto Ciudades del Futuro, entidade pioneira no segmento, que auxilia o Ministério do Turismo na criação de uma estratégia nacional de DTI.

Inovação

 

Inédito no Brasil, o projeto-piloto de DTI busca estabelecer diretrizes e um formato nacional para transformar destinos turísticos em espaços inovadores. Participam da ação duas cidades representando cada uma das cinco regiões do país: Rio Branco/AC e Palmas/TO (Norte); Recife/PE e Salvador/BA (Nordeste); Campo Grande/MS e Brasília/DF (Centro-Oeste); Florianópolis/SC e Curitiba/PR (Sul); Rio de Janeiro/RJ e Angra dos Reis/RJ (Sudeste).


No último mês de novembro, técnicos do Ministério do Turismo e do Instituto Ciudades del Futuro concluíram visitas técnicas a cidades que integram o projeto. As viagens incluíram a realização de oficinas presenciais e a verificação de pontos turísticos. O objetivo foi avaliar indicadores locais, identificar demandas e definir planos de ação voltados a melhorias de gestão, promoção e desenvolvimento do setor nos municípios.

Colegiado

 

A Câmara de Turismo 4.0, fruto de um acordo de cooperação entre MTur e MCTI, tem como objetivos mapear gargalos que possam ser resolvidos com inovações ou novas tecnologias e auxiliar no compartilhamento de informações, bem como estabelecer políticas públicas para a criação de DTI. As metas incluem, ainda, incentivar a formação de startups e acompanhar ações relacionadas à governança, ao correto uso de verbas públicas e ao respeito às normas de acessibilidade e aos princípios de sustentabilidade, entre outras.


Fonte: Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo

 


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário