Sebrae maio 1

Sebrae maio 1
Consultores

sábado, 10 de agosto de 2019

Jalapão com a Mukaú III: Nascer do sol na Serra do Espírito Santo, Fervedouro, capim dourado, Cachoeira da Formiga, fervedouro...


Nosso terceiro dia no Jalapão com a Mukaú foi um verdadeiro banho. Fervedouro e mais fervedouro, Cachoeira da Formiga, artesanato de Capim Dourado e pernoite em São Félix do Tocantins


Dormimos mais cedo, depois de um jantar com comida caseira excepcional, porque deveríamos estar de pé às três horas da manhã, para subir os 750 metros da Serra do Espírito Santo, de onde assistiríamos o nascer do sol no Jalapão. Às três e meia saímos da pousada e nos dirigimos para o local. A subida, no escuro, é uma verdadeira aventura.



Na subida há vários pontos de descanso, mas é preciso tomar cuidado com algum inseto ou pequeno animal daninho. Nesse ponto, nosso guia, o Osenan, sempre foi muito cuidadoso. Inclusive, ao escolher o melhor local para assistir ao nascer do sol, porque a concorrência é grande em época de temporada.

Após uma cuidadosa descida, tomamos o gostoso café da manhã na pousada e seguimos para o primeiro fervedouro do dia, o Fervedouro do Ceiça. Esse foi o primeiro fervedouro a ser explorado no Jalapão. O nome vem do fato de que o local é, na verdade, uma nascente muito forte, em local de água super transparente e que mantém você na superfície, por mais pesado que seja. Basta relaxar, que você fica boiando.



O próximo destino foi a lojinha de artesanato de capim dourado da Jane. O capim dourado tem denominação de origem no Jalapão. 



Depois de mais um fervedouro, o Buriti, paramos para almoçar no Restaurante Rio Sono. 


Lá, fomos ao fervedouro do mesmo nome e tomamos uma cachaça saborizada com frutos regionais na Bancada da Fama.

Cachoeira da Formiga

Um dos atrativos mais esperados era a Cachoeira da Formiga. E realmente vale a pena esperar até curti-la. Suas águas cristalinas justificam a fama que tem de ser um dos mais desejados atrativos do Jalapão. 


O dia caminhava para o fim e nos encaminhamos para a última parada: a Pousada Bela Vista, em Ponte Alta do Tocantins, onde está o fervedouro do mesmo nome.

O complexo é gerenciado diretamente pelo seu proprietário, o vereador Gercimar,de São Félix do Tocantins, e sua família. A comida caseira do restaurante é preparada com carinho e qualidade. Os quartos da pousada, amplos e limpos, são confortáveis. Os hóspedes da Pousada Bela Vista, têm direito a acesso exclusivo ao fervedouro das 19:30 às 09:30, quando o atrativo é liberado para visitas guiadas e pagas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário