Loja virtual Sebrae

quarta-feira, 9 de dezembro de 2020

Presidente demite o ministro do Turismo; Gilson Machado assume em seu lugar

O presidente Jair Bolsonaro demitiu nesta quarta-feira (9) o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL). Oficialmente, não foram informadas as causas da demissão, que aconteceu depois de uma queda de braço entre Álvaro Antônio e o ministro-chefe da Secretaria de Governo, o general Luiz Eduardo Ramos.

O presidente da República oficializou nesta quinta-feira (10/12) o atual presidente da Embratur – Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo, Gilson Machado, como ministro do Turismo, em substituição a Marcelo Álvaro Antonio. O nome escolhido para substituir Gilson Machado é o de Carlos Alberto Gomes de Brito.

Carlos Brito exercia o cargo de diretor de Gestão Corporativa da Embratur, tendo ocupado antes a direção de Gestão Interna do órgão.


Gilson Machado. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O cargo de ministro do Turismo era alvo da reforma ministerial que o governo pretende fazer, visando eleger o presidente da Câmara dos Deputados e conseguir formar maioria consistente na Casa. Uma mensagem enviada pelo então ministro Marcelo Álvaro Antônio no grupo de WhatsApp dos ministros, confrontando o ministro chefe da Casa Civil da Presidência da República precipitou sua queda.

O ex-ministro acusou o general Ramos de oferecer a sua pasta ao Centrão em troca de apoio na eleição para a presidência da Câmara. O Palácio do Planalto apoia o deputado Arthur Lira (PP-AL) para a sucessão do atual presidente, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

A demissão aconteceu após Álvaro Antônio se reunir com o presidente no Palácio do Planalto. Bolsonaro demonstrou contrariedade com a mensagem no grupo e repreendeu o então ministro do Turismo. No encontro, o ex-ministro voltou a atacar Ramos, afirmando que ele é o responsável por criar as crises no governo.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário