Loja virtual Sebrae

quinta-feira, 9 de setembro de 2021

Dirigentes do Sebrae discutem a Promoção do Turismo na Amazônia

Integração das rotas turísticas pode fortalecer as belezas naturais, artesanato, gastronomia da região

Foto: Divulgação.

O turismo está entre os setores mais afetados pela pandemia. Atentos a esse cenário e dispostos a criar estratégias para melhorar o ambiente de negócios do setor, dirigentes do Sebrae da Região Norte, representados pela Associação Brasileira dos Sebrae (Abase) estiveram reunidos no gabinete da presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE), senadora Kátia Abreu com o objetivo de buscar apoio para a promoção do turismo nos sete estados da Amazônia.

O superintendente do Sebrae Tocantins, Moisés Gomes, comentou que o turismo movimenta uma cadeia imensa de pequenos negócios. “Existem municípios em que a economia gira em torno da cadeia do turismo. Tenho a convicção que se os Estados trabalharem de forma integrada, conseguiremos promover mais rápido e com maior impacto o turismo na Amazônia”.

Ele disse, ainda, que no Tocantins o "Sebrae iniciou o processo de inventariação turística em 16 municípios, mas o objetivo é atender todos os municípios com vocação e potencial turístico, através do Programa Cidade Empreendedora”, ressaltou.

A senadora Kátia Abreu destacou que a formalização das empresas é o principal desafio do setor. “A economia criativa movimenta R$ 50 bilhões de reais por ano no país. Precisamos trabalhar para ampliar a participação dos pequenos negócios na internacionalização do turismo que no momento atual é tão importante para alavancar a economia”, pontuou.

O superintendente do Sebrae Pará e vice-presidente da Abase da região Norte, Rubens da Costa, destacou que a integração das rotas turísticas pode contribuir de forma expressiva na promoção da Amazônia.

“Assim como já temos no país a Rota da Emoções (CE/MA/PI), no Jalapão (TO) e na Serra da Capivara (PI), podemos estruturar rotas turísticas nos Estados Amazônicos, facilitando assim a oferta turística e mostrando que a região tem belezas naturais, artesanato, gastronomia, enfim, experiências únicas que ainda não foram bem divulgadas e exploradas para o mercado internacional”, pontuou.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Sebrae Tocantins

Nenhum comentário:

Postar um comentário