Loja virtual Sebrae

segunda-feira, 12 de abril de 2021

Tocantins inclui projetos de turismo e infraestrutura no Plano de Recuperação Verde

Camila Mitye/Governo do Tocantins

Projetos de Desenvolvimento Regional do Turismo e construção da estrada parque do Jalapão serão incluídos nas propostas do Tocantins no Plano, que prevê investimento internacional

A secretária Miyuki Hyashida reuniu-se com os titulares da Adetuc e da Infraestrutura, Cidades e Habitação para levantar projetos nas áreas de turismo e infraestrutura. Foto: Semarh/Governo do Tocantins

Projetos de fomento do turismo ecológico e infraestrutura verde serão incluídos nas propostas do Tocantins para o Plano de Recuperação Verde da Amazônia Legal (PRV). Desenvolvido pelo Consórcio dos Governadores da Amazônia Legal, o PRV é um planejamento que reúne medidas efetivas para alavancagem do desenvolvimento econômico sustentável na região amazônica, composta por nove estados (Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins). Um dos possíveis financiadores seria o governo dos Estados Unidos, que anunciou a pretensão de investir US$ 20 bilhões para proteção da floresta amazônica.

De forma virtual, a secretária do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Tocantins, Miyuki Hyashida, reuniu-se nesta segunda-feira, 12, com o presidente da Agência do Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), Jairo Mariano, e a secretária da Infraestrutura, Cidades e Habitação, Juliana Passarin, com objetivo de fazer um apanhado de projetos nas áreas de turismo e infraestrutura para acrescentar à proposta do Estado no PRV. “Nós estamos levantando os projetos já construídos pelo Tocantins que contemplem os eixos do Plano que são freio ao desmatamento, desenvolvimento produtivo sustentável, tecnologia verde e capacitação, e infraestrutura verde para ampliar a proposta do Estado e garantir que sejam executados em curto e médio prazo, logo que o PRV for aprovado”, afirmou a secretária Miyuki Hyashida.

A oportunidade de acrescentar mais projetos ocorre logo após a apresentação de um primeiro esboço do Plano de Recuperação Verde pelo Consórcio, na semana passada, ocasião em que foi solicitado aos estados que incluíssem mais ideias.

O presidente da Adetuc disse que “o Estado já tem pronto o Plano de Desenvolvimento Regional do Turismo, que leva em conta sete regiões turísticas, e dentro desse documento nós temos todos os detalhes necessários, os objetivos e os custos”. Além disso, o presidente citou projetos de pesca esportiva e de construção de estradas que contemplem regiões de apelo turístico, como a estrada parque ligando a capital Palmas ao Parque Estadual do Jalapão, sugerida pela secretária Juliana Passarin para inclusão no PRV. A estrada parque é um projeto sustentável que leva em conta os aspectos ambientais além da infraestrutura em si, como a preservação de nascentes e veredas e o corredor para travessia segura de animais, entre outros.

Conforme explicou a diretora de Instrumentos de Gestão Ambiental da Semarh, Marli Santos, o Tocantins já apresentou cinco projetos que somam R$ 52 milhões de custo de investimento, e a ideia é, com a inclusão das contribuições do turismo ecológico e da infraestrutura verde, deixar a proposta do Estado robusta para acessar o máximo de recurso possível. A diretora ressaltou que “o Plano de Recuperação Verde tem que ter um alto impacto ambiental nas principais atividades econômicas da região, com o papel central da redução do desmatamento. Tem que garantir renda, emprego formal e acesso aos serviços básicos de infraestrutura, considerando a desigualdade existente na região norte em relação à região sudeste”.

Plano de Recuperação Verde

Iniciativa do Consórcio dos Governadores da Amazônia Legal como medida de enfrentamento da pandemia a curto, médio e longo prazo, o Plano de Recuperação Verde da Amazônia Legal busca financiamento e cooperação para projetos de bioeconomia, ações para frear o desmatamento ilegal, ampliar oportunidades de geração de trabalho e renda e incentivar a regeneração ambiental de áreas degradadas na Amazônia brasileira.

A expectativa é que, na próxima semana, o presidente do Consórcio e governador do Maranhão, Flávio Dino, deve se reunir com o embaixador dos Estados Unidos para apresentar o PRV e tratar de um possível financiamento ainda no mês de abril.

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário