Sebrae maio 1

Sebrae maio 1
Consultores

quarta-feira, 3 de abril de 2019

Norwegian começa a operar no Brasil


A companhia aérea norueguesa de baixo custo Norwegian começou a operar no domingo, 31/3, voos de Londres (Reino Unido) para o Rio de Janeiro, Aeroporto Internacional do Galeão. Serão quatro voos semanais diretos, ligando Londres à capital carioca. O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, participou da cerimônia de boas-vindas à aeronave, comemorando mais um importante momento para o turismo nacional.
A companhia promete preços sempre 30% ou 40% mais baixos nos voos regulares. Para chegar a essas tarifas, a empresa cobra separadamente por cada serviço oferecido, incluindo a alimentação a bordo em voos internacionais de longa distância.
Segundo o representante da companhia norueguesa, Matias Maciel, o Brasil é um mercado estratégico para o setor de aviação. Ele relembrou a história da Norwegian na região: “Há um ano começamos a voar para Buenos Aires, e hoje já temos, além da rota internacional, seis rotas domésticas no país. Temos planos ambiciosos para a América do Sul”, contou.
A empresa norueguesa é a segunda low-cost a voar para o Brasil, depois da chilena Sky Airlines. Atualmente ela oferece frequências entre Londres e 12 destinos nos Estados Unidos e na Argentina. A rota brasileira da Norwegian reforça a presença da empresa na América do Sul.
A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) também autorizou no mês de fevereiro o funcionamento da empresa low-cost argentina Flybond no Brasil, mas o início dos voos depende de nova autorização.
 “Depois de um mês tão positivo para o setor de turismo brasileiro, com a liberação do visto para americanos, australianos, canadenses e japoneses e a aprovação, pela Câmara Federal, do texto que permite 100% do capital estrangeiro em empresas aéreas no Brasil e que moderniza a Lei Geral do Turismo, nada como encerrar o mês recebendo o primeiro voo da Norwegian em solo brasileiro. Significa a melhora na conectividade aérea e aumento dos players do setor, beneficiando desta forma a economia brasileira e, é claro, o consumidor”, afirmou o ministro Marcelo Álvaro Antônio. (Com informações da Agência de Notícias do Turismo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário